O lugar de Goethe no alvorecer do socialismo

Manoela Hoffmann Oliveira

Resumo


O artigo aborda a controversa relação entre o socialismo utópico e o último romance do velho Goethe, Wilhelm Meisters Wanderjahre (1829). Discute-se na primeira parte aspectos da história social de fins do século XVIII e primeiras três décadas do século XIX, enfatizando o socialismo nascido imediatamente das lutas da Revolução Francesa. Em seguida, a presença do ideário socialista em Goethe é ponderada a partir de trechos selecionados do romance e em asserções goethianas colhidas de diversas fontes.



Palavras-chave


Goethe, Romance, Socialismo utópico, Teoria social

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/15174522-02105012

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.