A relação entre Direito e desastres: uma análise a partir da apelação cível nº 0026225-19.2005.8.19.0021 do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro

Carlos Eduardo Silva e Souza, Victor Lucas Alvim

Resumo


A relação entre Direito e desastres: uma análise a partir da apelação cível nº 0026225-19.2005.8.19.0021 do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro

The relation between law and disasters: an analysis from the civil appeal no. 0026225-19.2005.8.19.0021 of Rio de Janeiro State Court

 

Carlos Eduardo Silva e Souza[1]

Victor Lucas Alvim[2]

 

RESUMO: O presente trabalho objetiva investigar a relação entre o Direito e os desastres, tendo, como parâmetro de análise, os termos do acórdão proferido na Apelação Cível nº 0025225-19.2005.8.19.0021, que foi prolatado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. A problemática central está focada na percepção da existência ou não de uma relação entre a aludida ciência e o mencionado fenômeno e qual as ilações que poderiam ser tiradas dessa constatação. Nesse sentido, o trabalho é construído em quatro partes. A primeira dedica a apresentar o caso em análise, de forma a viabilizar a compreensão do acórdão eleito para o início da investigação apresentada. A segunda, por sua vez, volta-se para verificar a proteção jurídica contra os desastres, focando-se a análise, sobretudo, na realidade jurídico-normativa da legislação brasileira. A terceira parte do trabalho dirige a atenção para a compreensão da tutela ambiental preventiva, a partir da gestão de riscos e perigos catastróficos. A quarta e última parte é dedicada para a compreensão da tutela ambiental reparadora e, de forma mais específica, para a responsabilidade civil em matéria catastrófica. A investigação valeu-se da pesquisa bibliográfica e documental, tendo ainda se servido do método de abordagem qualitativo de análise de dados.

 

PALAVRAS-CHAVE: Direito. Desastre. Catástrofe. Ambiente. Responsabilidade Civil.

 

ABSTRACT: This study aims to investigate the relation between law and disasters, having as analysis parameter the terms of the judgment delivered in the Civil Appeal No. 0025225-19.2005.8.19.0021, which was rendered by the Rio de Janeiro State Court. The main question is focused on the perception of whether or not there is a relation between the alluded science and the mentioned phenomenon, and what are the conclusions that could be drawn from this finding. In this sense, the work is constructed in four parts. The first is dedicated to present the case in question, in order to facilitate the understanding of the judgment elected to start the presented research. The second, in turn, turns to verify the legal protection against disasters, focusing the analysis, especially, on the legal-normative reality of the Brazilian Law. The third part of the work directs attention to the understanding of the preventive environmental protection based on risk and catastrophic dangers management. The fourth and final part is devoted to the understanding of restorative environmental protection and, more specifically, to the civil liability for catastrophic matter. The research drew on bibliographic and documentary research, and still drew on qualitative approach method of data analysis.

 

KEYWORDS: Law. Disaster. Catastrophe. Environment. Civil liability.


[1] Professor Adjunto na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT. Doutor em Direito pela Faculdade Autônoma de Direito de São Paulo – FADISP, 2014 e Mestre em Direito pela UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso. Advogado.

[2] Acadêmico de Direito (Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT).


Palavras-chave


Direito; Desastre; Catástrofe; Ambiente; Responsabilidade Civil; Direito Civil; Direito Privado

Texto completo:

Versão Virtual (218-232)

Referências


ANTUNES, Tiago. O risco climático na sua dimensão catastrófica. In: GOMES, Carla Amado; SARAIVA, Rute. Actas do colóquio catástrofes naturais: uma realidade multidimensional. Lisboa: Instituto de Ciências Jurídico-Políticas, 2013.

BENJAMIN, Antonio Herman Vasconcellos e. Responsabilidade civil pelo dano ambiental. Revista de Direito Ambiental, v. 3, n. 9, p. 5-52, 1998.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Relatório sobre o impacto ambiental causado pelo derramamento de óleo na Baía de Guanabara. Brasília, 2001. Disponível em: . Acesso em 14 jul. 2016.

CARVALHO, Délton Winter de. As mudanças climáticas e a formação do direito dos desastres. Novos Estudos Jurídicos (Online), v. 18, p. 397-415, 2013.

CARVALHO, Délton Winter de; DAMACENA, Fernanda Dalla Libera. Direito dos desastres. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2013.

FARBER, Daniel. Disaster law and emerging issues in Brazil. Revista de estudos constitucionais, hermenêutica e teoria do direito, São Leopoldo: UNISINOS, v. 4, n. 1, p. 2-15, 2012.

FIORILLO, Celso Antonio Pacheco. Curso de direito ambiental brasileiro. 14. ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

GOMES, Carla Amado. A gestão do risco de catástrofe natural. In: GOMES, Carla Amado (Coord.). Direito(s) das catástrofes naturais. Lisboa: Almedina, 2012.

GOMES, Carla Amado (Coord.). Direito(s) das catástrofes naturais. Lisboa: Almedina, 2012.

GOMES, Carla Amado; SARAIVA, Rute. Actas do colóquio catástrofes naturais: uma realidade multidimensional. Lisboa: Instituto de Ciências Jurídico-Políticas, 2013.

INSURANCE INFORMATION INSTITUTE. Catastrophes: insurance issues, 2016. Disponível em : . Acesso em 10 jan. 2016.

INTERGOVERNMENTAL PAINEL ON CLIMATE CHANGE. Summary for policymakers. Cambridge: Cambridge University, 2012. Disponível em . Acesso em 10 jun. 2015.

LEITE, José Rubens Morato; CARVALHO, Délton Winter de. Nexo de causalidade na responsabilidade civil por danos ambientais. Revista de Direito Ambiental, v. 47, p. 76-95, 2007.

LEMOS, Patrícia Faga Iglecias. Responsabilidade civil e dano ao meio ambiente: novos rumos. In: MILARÉ, Édis; MACHADO, Paulo Affonso Leme (Orgs.). Doutrinas essenciais: Direito ambiental. v. 5. Responsabilidade em matéria ambiental. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2011.

MILARÉ, Édis; MACHADO, Paulo Affonso Leme (Orgs.). Doutrinas essenciais: Direito ambiental. v. 5. Responsabilidade em matéria ambiental. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2011.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. International strategy for disaster reduction: terminology on disaster risk reduction, 2009. Disponível em: . Acesso em 10 jan. 2016.

RIO DE JANEIRO. Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Apelação Cível nº 0026225-19.2005.8.19.0021, 2005. Disponível em: . Acesso em 14 jul. 2016.

SILVA, Clóvis V. do Couto e. O conceito de dano no direito brasileiro e comparado. Revista de Direito Civil Contemporâneo, v. 02, p. 333-348, 2015.

SOUZA, Carlos Eduardo Silva e. Danos catastróficos: da gestão de riscos e perigos à reparação. Tese de Doutorado apresentada à Faculdade Autônoma de Direito de São Paulo, 2014.

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Recurso Especial nº 1.363.107/DF. Disponível em . Acesso em 19 set 2016.

VENOSA, Sílvio de Salvo. Direito civil: parte geral. Coleção direito civil. 8. ed. v. 1. São Paulo: Atlas, 2008.




DOI: https://doi.org/10.22456/0104-6594.68064

Apontamentos

  • Não há apontamentos.