Dançaterapia para usuárias e trabalhadoras em unidades de saúde

Erica Rosalba Mallmann Duarte, Maria da Graça Crossetti, Rakel Martins de Quadros, Raquel Carboneiro dos Santos

Resumo


A dança está presente na vida do homem desde os primórdios. Surgiu através de rituais e passou a representar deuses, as forças da natureza e os costumes de cada povo. Desde a África milenar, quando a dança do ventre surgiu como uma representação da vida das mulheres da época, e atualmente pode ser usada na promoção da saúde, além do convívio em grupo. Ao dançar pode-se experimentar a consciência de si mesmo e dos outros, proporcionando o contato com energias positivas, libertando sentimentos reprimidos, ajudando a mulher a liberar verbalmente seus temores. No plano mental, favorece o raciocínio mais ágil, estimula a memória e propicia maior concentração.

A dançaterapia é uma terapia psicodinâmica que faz parte do grupo das terapias expressivas, como a musicoterapia e arteterapia, consistindo num processo acolhedor que estimula o desenvolvimento de transformações físicas ao aumentar a força, a flexibilidade e a coordenação motora, bem como as modificações mentais, entre elas o autoconhecimento, a emancipação e o bem-estar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.