Ensino Híbrido: Relato de Experiência sobre o uso de AVEA em uma proposta de Sala de Aula Invertida para o Ensino Médio.

Autores

  • Aline Coêlho dos Santos Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Informação e Comunicação/ UFSC
  • Priscila Cadorin Nicolete Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação/ UFRGS
  • Natália Mattiola Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Informação e Comunicação/ UFSC
  • Juarez Bento da Silva Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Informação e Comunicação/ UFSC

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.79186

Palavras-chave:

Sala de Aula Invertida, Ensino Híbrido, Tecnologias Educacionais.

Resumo

Este artigo trata de um relato de experiência sobre integração de tecnologias educacionais numa proposta de sala de aula invertida, aplicada nas aulas de Biologia, em uma turma de Ensino Médio. Pretende-se com esse estudo discutir sobre os recursos tecnológicos e metodologia de aprendizagem utilizados nos processos de planejamento e execução das aulas. Para seu desenvolvimento, foi construído um curso on-line em Ambiente Virtual de Ensino e Aprendizagem, sobre o conteúdo de fungos, logo ocorreu a aplicação em sala de aula da ferramenta. Em sequência, foi aplicado aos alunos questionário aberto sobre os pontos positivos e negativos encontrados frente ao uso da ferramenta, possibilitando um breve relato sobre a experiência dos mesmos ao utilizarem esta tecnologia em sala de aula. Por fim, identificou-se que a proposta trazida pelo Ensino Híbrido, em que “misturamos” metodologias de aprendizagem ativa com tecnologias educacionais tende a gerar bons resultados para o aprendizado do aluno, pois aumenta consideravelmente a qualidade de estudo do aluno, e o nível de discussão em sala de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-27

Como Citar

COÊLHO DOS SANTOS, A.; CADORIN NICOLETE, P.; MATTIOLA, N.; BENTO DA SILVA, J. Ensino Híbrido: Relato de Experiência sobre o uso de AVEA em uma proposta de Sala de Aula Invertida para o Ensino Médio. RENOTE, Porto Alegre, v. 15, n. 2, 2017. DOI: 10.22456/1679-1916.79186. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/79186. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Teorias educacionais aplicadas à TIC