O uso do tablet para a representação de conceitos de genética: proposta e análise com base na Teoria da Atividade

Rosiney Rocha Almeida, Carlos Fernando Araújo Jr, Meire Pereira França

Resumo


Este artigo analisa se o uso do tablet pode colaborar com a aquisição da competência de representação de conhecimentos de genética sob a forma de conceitos. Com base nos fundamentos teórico-metodológicos da Teoria da Atividade (TA), foi desenvolvida e analisada uma atividade de representação do conhecimento, que consistiu, dentre outras ações, na elaboração de três mapas mentais digitais, para cada aluno, relacionados a conteúdos de genética. Participaram deste estudo 34 alunos da 3ª série do Ensino Médio, do Colégio Cruzeiro do Sul, localizado na cidade de São Paulo; duas professoras pesquisadoras no âmbito da aprendizagem móvel; e dois técnicos em Informática. Os resultados indicaram uma evolução no número de conceitos adequados representados pelos alunos no decorrer da atividade realizada. Observou-se que o tablet, quando utilizado sob a perspectiva da TA, pode colaborar com a representação de conhecimentos de conteúdos de genética, sob a forma de conceitos.

Palavras-chave


mobile-learning. tablet no ensino. teoria da atividade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.57635

Direitos autorais



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br