Tecnologia na aula de matemática: a importância do potencial semiótico

Vandoir Stormowski, Maria Alice Gravina, José Valdeni de Lima

Resumo


Este artigo tem o objetivo de analisar a importância da identificação, por parte dos professores de matemática, do potencial semiótico dos softwares de geometria dinâmica. A partir de uma revisão bibliográfica, apresenta a relevância dos diferentes registros de representação semiótica para a aprendizagem em matemática, e contempla as implicações da abordagem instrumental quando da inserção dos recursos tecnológicos digitais na sala de aula. É a capacidade de relacionar conceitos matemáticos (identificáveis no software) com signos e significados que emergem do uso da ferramenta ou da realização da tarefa, que caracterizam o potencial semiótico dos softwares de geometria dinâmica. O estudo conclui que, para uma incorporação efetiva dos recursos tecnológicos no planejamento das aulas de matemática, os professores precisam identificar previamente o potencial semiótico da ferramenta a ser utilizada. Deste modo, a formação de professores de matemática deve capacitar tal identificação.

Palavras-chave


potencial semiótico; professores; geometria dinâmica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.44439

Direitos autorais



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br