Tecnologias de Informação e Comunicação: Um Enfoque no Desenvolvimento da Criticidade na Educação Profissional

Cláudia Zank, Patricia Alejandra Behar

Resumo


A educação profissional técnica de nível médio não pode ficar restrita à preparação para o mercado de trabalho, mas também deve ter fins humanistas, estimulando a criticidade dos alunos. As Tecnologias de Informação e Comunicação podem contribuir para isso. Para tanto, é preciso que os professores tenham uma formação pedagógica no qual as tecnologias sejam aplicadas e discutidas nesta perspectiva. O artigo faz uma revisão da teoria acerca dos usos efetivos e possíveis das Tecnologias de Informação e Comunicação na educação, bem como da educação profissional e da formação pedagógica de seus docentes. O intuito é discutir os limites e possibilidades de uso das Tecnologias de Informação e Comunicação para
o desenvolvimento da criticidade nos alunos da educação profissional.

Palavras-chave


Educação profissional. Criticidade. Tecnologias de Informação e Comunicação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.30857

Direitos autorais



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br