Proposta de Diretrizes para Avaliação de Objetos de Aprendizagem Considerando Aspectos Pedagógicos e Técnicos

Eliseo Reategui, Mateus David Finco

Resumo


A crescente expansão do uso de computadores nas escolas, nos mais diversos níveis, tem pressionado professores e educadores a utilizar as novas tecnologias nos processos de ensino-aprendizagem. É comum, no entanto, que a falta de familiaridade destes professores com as tecnologias os torne quase impotentes frente à grande diversidade de objetos de aprendizagem e recursos disponíveis. Como selecionar artefatos digitais de qualidade e que estejam alinhados às práticas pedagógicas da escola? Este artigo discute estas questões e define diretrizes para guiar o processo de avaliação de objetos de aprendizagem, buscando descrever os critérios de avaliação com relação a aspectos técnicos e pedagógicos.

Palavras-chave


Avaliação de objetos de aprendizagem; diretrizes de avaliação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.18066

Direitos autorais



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br