Metaversos e laboratórios virtuais – possibilidades e dificuldades

Marcelo Augusto Rauh Schmitt, Liane Margarida Rockenbach Tarouco

Resumo


Este artigo analisa a utilização do paradigma dos metaversos para a criação de laboratórios virtuais. Parte do princípio de que cursos de engenharia e cursos profissionais de áreas tecnológicas não podem prescindir de práticas pedagógicas em
laboratórios e que, portanto, para tais cursos serem ofertados à distância, estas atividades devem estar presentes. O paradigma do metaverso é apresentado como uma alternativa viável para a implementação de laboratórios virtuais que propiciem efetividade na aprendizagem semelhante à dos laboratórios presenciais. Tal idéia é sustentada pela possibilidade de construção de dispositivos virtuais em um ambiente imersivo que permite a comunicação e a colaboração entre todos os envolvidos na
atividade laboratorial.

Palavras-chave


laboratório, metaverso, cursos tecnológicos e colaboração

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.14577

Direitos autorais



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br