A RELAÇÃO ENTRE O NÍVEL VOLUNTÁRIO DE TRANSPARÊNCIA E O CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS NÃO-FINANCEIRAS

Autores

  • Francisco Henrique Figueiredo de Castro Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - São Paulo, SP/Brasil
  • Paula Meneghesso da Conceição Universidade Presbiteriana Mackenzie - São Paulo, SP/Brasil
  • Débora Antunes Santos Universidade Presbiteriana Mackenzie - São Paulo, SP/Brasil

Palavras-chave:

Transparência, custo de capital próprio, governança corporativa.

Resumo

O objetivo principal desta pesquisa é verificar empiricamente a existência de relação significativa entre o nível de disclosure voluntário de informações e custo de capital próprio de empresas brasileiras não financeiras. É esperado que um maior nível de disclosure esteja relacionado a um menor custo de capital próprio pela redução do risco  percebido pelos investidores. A fim de medir o nível de disclosure voluntário das empresas foi utilizado um questionário desenvolvido para este fim. O custo de capital próprio foi obtido com base em informações publicamente disponíveis das empresas. Foi encontrada uma  relação negativa e significante entre as variáveis de interesse, indicando que as empresas que mais divulgam informações voluntariamente conseguem captar capital próprio a uma taxa mais barata.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-04-01

Como Citar

Figueiredo de Castro, F. H., Meneghesso da Conceição, P., & Antunes Santos, D. (2012). A RELAÇÃO ENTRE O NÍVEL VOLUNTÁRIO DE TRANSPARÊNCIA E O CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS NÃO-FINANCEIRAS. Revista Eletrônica De Administração, 17(3), 617–635. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/38470