Novo neoliberalismo: arquitetônica estatal no capitalismo do século XXI

José Francisco Puello-Socarrás

Resumo


Este artigo apresenta as novidades chave e relativamente inéditas da nova fase do capitalismo neoliberal no século XXI. Sob a designação: Novo neoliberalismo, enfatiza-se os atributos cruciais deste processo econômico político. Ao redor do Estado Punitivo e Empreendedor de Trabalho (EPET) sintetiza sua Arquitetônica, ou seja, as reconfigurações do neoliberalismo tardio, as quais se encontram em relação com o desenvolvimento do Capitalismo contemporâneo e o tipo de Estado neoliberal em geral, os modos de estruturação dos aparatos estatais (atualmente: redes) em torno da nova gestão pós-burocrática e a modalidade típica de governo: a governança. A crise e a recomposição do neoliberalismo como um Projeto político da classe capitalista transnacional na virada dos séculos sugerem a transição para uma versão complexa e emergente (heterodoxa). Aqui as rupturas, no nível dos princípios e referências dos Programas de políticas públicas, reforçam a continuidade histórica do processo econômico político no novo milênio.


Palavras-chave


Novo neoliberalismo; Neoliberalismo; Regulação / Desregulação; Ortodoxia / Heterodoxia; Estado de Trabalho; Estado punitivo; Estado empreendedor;

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 José Francisco Puello-Socarrás

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

REAd - Revista Eletrônica de Administração
Escola de Administração | Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Rua Washington Luiz, 855 - Porto Alegre/RS - Brasil | CEP: 90.010-460
Correio eletrônico: ea_read@ufrgs.br