Sobre os dias atuais: neoconservadorismo, escolas cívico-militares e o simulacro da gestão democrática

Autores

  • André Antunes Martins UFF - Faculdade de Educação.

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol35n32019.94577

Palavras-chave:

educação, gestão democrática, militarismo, conservadorismo.

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar, inicialmente, a aliança entre o neoconservadorismo e o neoliberalismo no campo educacional, assim como, os desdobramentos desse processo no avanço das parcerias das redes públicas educacionais com as instâncias militares. Fizemos uma revisão dos documentos que normatizam essas alianças, sobretudo, do Estado de Goiás e do Distrito Federal. Consideramos que ideia de gestão democrática é apresentada nos documentos, mas sem intenção de efetividade, visto os diferentes dispositivos de (re) disciplinarização e produtividade que abrandam a vida comum.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Antunes Martins, UFF - Faculdade de Educação.

Doutor em Educação pela Universidade Federal Fluminense/RJ. Atualmente é professor adjunto na mesma universidade do doutoramento. Desenvolve pesquisa no campo das ações coletivas de produção do comum e das políticas com foco na gestão democrática educacional. Também atuou em redes públicas de ensino na educação básica.

Referências

BRASIL. DECRETO Nº 9.465, DE 2 DE JANEIRO DE 2019. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções de Confiança do Ministério da Educação. Disponível em: <https://brasil.estadao.com.br/blogs/vencerlimites/wpcontent/uploads/sites/189/2019/01/MINIST%C3%89RIOEDUCA%C3%87%C3%83O_ESTRUTURA_DECRETO9465_02JANEIRO2019_DOU_IN_blogVencerLimites.pdf>. Acesso em: jan. 2019.

CAMINI, Lucia. Política e gestão educacional brasileira: uma análise do Plano de Desenvolvimento da Educação/Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação (2007-2009). São Paulo: Outras Expressões, 2013.

DISTRITO FEDERAL. Portaria Conjunta, nº1, de 31 de janeiro de 2019. Diário Oficial do Distrito Federal, nº23, sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019. Disponível em: http://www.se.df.gov.br/wp-conteudo/uploads/2019/02/portaria-conjunta-gestao-compartilhada_07fev19.pdf. Acesso em: fev. 2019.

DISTRITO FEDERAL. Lei Distrital nº 4751, de 07 de fevereiro de 2012. Disponível em: http://www.tc.df.gov.br/sinj/Norma/70523/Lei_4751_07_02_2012.html. Acesso em: fev. 2019.

GOIÁS. Secretaria de Segurança Pública. Regimento Interno do Colégio da Polícia Militar Do Estado De Goiás. Disponível em: <https://www.cpmganapolis.net/wp-content/uploads/2015/05/regimento interno.pdf>. Acesso em: jan. 2019.

GUIMARÃES, Paula Cristina Pereira. OS NOVOS MODELOS DE GESTÃO MILITARIZADAS DAS ESCOLAS ESTADUAIS DE GOIÁS. XXIX Simpósio Nacional de História. Brasília, Julho de 2017. Disponível em: https://www.snh2017.anpuh.org/resources/anais/54/1502846486_ARQUIVO_TRABALHO_COMPLETO_ANPUH_-Paula_2017(1).pdf. Acesso em: jan. 2019.

LUDWIG, Antonio Carlos Wil. Democracia e ensino militar. São Paulo: Cortez Editora, 1998.

MBEMBE, Achille. Necropolítica. Biopoder, soberania, estado de exceção, política da morte. 3ª edição. São Paulo: n-1 edições, 2018.

NEGRI, Antonio e HARDT, Michael. Bem estar comum. Rio de Janeiro: Record, 2016.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. Mudanças na organização e na gestão do trabalho na escola. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade e ROSAR, Maria de Fátima Felix. Política e gestão da educação. 3ª Edição, Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

PARO, Vitor Henrique. Gestão democrática da escola pública. 3ª Edição. São Paulo: Ática, 2000.

SAFATLE, Vladimir. Só mais um esforço. São Paulo: Três Estrelas, 2017.

TELES, Edson. A produção do inimigo e a insistência do Brasil violento e de exceção. In: GALLEGO, Esther Solano (org.). O ódio como política. A reinvenção das direitas no Brasil. São Paulo: Boitempo, 2018.

Downloads

Publicado

2019-12-31

Como Citar

Martins, A. A. (2019). Sobre os dias atuais: neoconservadorismo, escolas cívico-militares e o simulacro da gestão democrática. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 35(3), 689. https://doi.org/10.21573/vol35n32019.94577

Edição

Seção

Dossiê: Militarização da Escola Pública