Pistas para uma Cartografia Performativa da ‘Nova Direita’ (2015-2019)

Thálita Motta Melo

Resumo


O trabalho busca tecer uma reflexão a partir do revés da performatividade, ao cartografar a estetização da política e a politização da arte, produzida a partir da ascensão da nova direita no Brasil recente, permeando aspectos de sua performatividade. Em conclusão, são discutidas questões adjacentes à carnavalização, a partir das estratégias da alegria, analisadas em Belo Horizonte e seu carnaval de rua, como vislumbre estético-político em meio ao barril de cópias mal forjadas da nova direita, caracterizada pela estratégia da guerra híbrida, marco da falsificação da história, como táticas para a disputa de território geopolítico.


Palavras-chave


Carnavalização; Performatividade; Estetização da Política; ‘Nova Direita’

Texto completo:

ACESSO / ACCESS / ACCÈS

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DA PRESENÇA - Brazilian Journal on Presence Studies - e-ISSN 2237-2660 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil - http://www.seer.ufrgs.br/presenca

 

       

 

 

Crossref Similarity Check logo

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.