O Sensível Negro: rotas de fuga para performances

José Juliano Barbosa Gadelha

Resumo


O artigo forja o princípio da fuga para pensar as poéticas do desaparecimento do corpo que encontram, no que o autor denomina de performance fugitiva, uma maneira de tornar vivos os modos de existência, os quais seriam destinados, pelo futurismo reprodutivo da normalização estética, ao desaparecimento e, consequentemente, à morte. Em diálogo com os Black Studies, a crítica anticolonial e um pensamento próprio sobre o campo sensível, o artigo trama os fios que expõem os programas de reteorização, representação, abstração e performance sob o tráfego do devir-negro das artes.


Palavras-chave


Arte; Fuga; Performance; Negro; Sensível

Texto completo:

ACESSO / ACCESS / ACCÈS

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DA PRESENÇA - Brazilian Journal on Presence Studies - e-ISSN 2237-2660 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil - http://www.seer.ufrgs.br/presenca

 

       

 

 

Crossref Similarity Check logo

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.