Leviatã: o boato como elemento intersticial entre objeto e sujeito

Fercho Marquéz-Elul

Resumo


Este artigo se debruça sobre as relações entre palavra e objeto por meio do boato a partir da obra Leviatã: (vértebras de baleia tripartida em azul e vermelho) Modular/Tripartir de 2016. A partir da análise de obras e escritos de artistas como Maria Ivone dos Santos, Claudia Zimmer e Marcel Duchamp, que lidam com questões da ordem do nominal, do titular ou do textual em relação ao objeto artístico, discute-se aqui o papel que a palavra exerce de índice de indeterminação para um alargamento da experiência artística e para migração do regime do apenas visível para o legível através do boato: pequenas peças escritas – a exemplo das apercebenças de Georges Didi-Huberman –, de fraca confinação em nenhum gênero específico e que se relacionam de forma frouxamente próxima com a materialidade da escultura.

Palavras-chave: Fercho Marquéz-Elul. Palavra. Objeto. Boato. Escrita


Texto completo:

PDF

Referências


BONDÍA, Jorge Larrosa. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Trad. João Wanderley Geraldi. Revista Brasileira de Educação. Jan/Fev/Mar/Abr, 2002, nº 19, p. 24. Disponível em: . Acesso em jul. 2010.

BLANCHOT, Maurice. O espaço literário. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 2011.

BORER, Alain. Joseph Beuys. São Paulo: Cosac Naify, 2001.

CÂMARA, Marina. PENONE: Foglia e Paesaggio del cervello. Revista EM TESE, Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários (Pós-Lit.) da FALE-UFMG, v. 21, nº 3, p. 208-218, set. – dez. 2015.

CÂMARA, Marina & DAYRELL, João Guilherme. Entrevista com Giuseppe Penone. Revista Ars, São Paulo, n. 15, v. 29, p. 28-43, 2017.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Imagens-ocasiões. Trad. Guilherme Ivo. São Paulo: Fotô Editorial, 2018.

FRÉCHURET, Maurice. Le mou et ses formes. Essai sur quelques catégories de la sculpture du XXe siècle. Paris : 1993.

MARANIELLO, Gianfranco & WATKINS, Jonathan. Scritti (1968-2008), Bologna: MAMbo, 2009.

MARQUÉZ, Fercho. Entrevista com o artista Fercho Marquéz. Entrevista concedida à Divisão de Artes Plásticas da UEL. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2018.

SANTOS, Maria Ivone dos. Situações de leitura na arte contemporânea: práticas no trânsito entre o visível e o legível e algumas considerações expositivas. Revista Palíndromo, PPGAV-CEART/UDESC, v. 2, p. 114-146, 2009.

SMITHSON, Robert. Uma sedimentação da mente: projetos de terra. In: COTRIM, Cecilia e FERREIRA, Glória [orgs]. Escritos de artistas: anos 60/70. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

WALKER, Stephen. Cuatro veces arquitectura fictícia. Revista Exit: imagen y cultura. Mai, 2002, nº 6.

ZIMMER, Claudia. O título como meio. Florianópolis: Nave, 2015.




DOI: https://doi.org/10.22456/2596-0911.93065

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

ISSN 2596-0911

 

Contato: revistaphilia@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Avenida Paulo Gama, 110

Bairro Farroupilha, Porto Alegre, RS

CEP 90040-060

 

INDEXADORES | INDEXING