O domínio da arte no pensamento de Hannah Arendt

Thiago de Castro Leite

Resumo


Este artigo propõe uma reflexão acerca do domínio da arte na perspectiva de Hannah Arendt. A partir da análise do pensamento da autora, de seus esforços em problematizar a relação dos homens com o âmbito da arte e das inúmeras vezes em que convoca produções artísticas para examinar a experiência humana no mundo, vislumbra-se identificar as especificidades atribuídas por ela às linguagens artísticas, bem como compreender a relevância da arte na constituição de um legado humano material, imaterial e simbólico, um mundo de significados compartilhados.

Palavras-chave: Domínio da arte. Linguagens artísticas. Hannah Arendt.


Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

______. A vida do espírito. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2014.

______. Compreender: formação, exílio e totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras; Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008a.

______. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva, 2009.

______. Homens em tempos sombrios. São Paulo: Cia das Letras, 2008b.

______. Responsabilidade e Julgamento. São Paulo: Cia das Letras, 2004.

______. Origens do Totalitarismo. São Paulo: Companhia das letras, 1989.

BARROS, Manoel. Livro de pré-coisas: roteiro uma excursão poética no Pantanal. Rio de Janeiro: Record, 2007.

______. Memórias inventadas: as infâncias de Manoel de Barros. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2010.

CAMBIER, Alain. Hannah Arendt: la part de l’art dans la constitution d’un monde commun d’apparence. In : Apparence(s) - Revue Eletronique. Lille, Université de Lille 3, vol. 1, 2007. Disponível em: . Acesso em: 10 mai. 2019.

GOMBRICH, E. H. A História da Arte. Rio de Janeiro: LTC, 2009.

KAFKA, Franz. Obras Escolhidas. Porto Alegre: L&PM, 2013.

LAMAS, Anyele Giacomelli. Por um sentido formativo da arte numa "sociedade de consumidores": uma inserção no pensamento político de Hannah Arendt e de Jacques Rancière. 2015. 104f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.

LEITE, Thiago de Castro. Teatro como experiência formativa: um diálogo com o pensamento de Hannah Arendt. 2016. 112f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.

LEVET, Bérénice. Le musée imaginaire d’Hannah Arendt. Paris: Stock, 2011.

SHAKESPEARE, William. Hamlet. São Paulo: Peixoto Neto, 2004.

YUNG-BRUEHL, Elisabeth. Por amor ao Mundo. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1997.




DOI: https://doi.org/10.22456/2596-0911.93028

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

ISSN 2596-0911

 

Contato: revistaphilia@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Avenida Paulo Gama, 110

Bairro Farroupilha, Porto Alegre, RS

CEP 90040-060

 

INDEXADORES | INDEXING