O passar do tempo no romance O fazedor de Velhos, de Rodrigo Lacerda

Marcilene Moreira Donadoni

Resumo


Este trabalho tem como objetivo destacar a construção híbrida do romance de formação O fazedor de Velhos (2008) de Rodrigo Lacerda. Dessa forma pretende-se discutir os valores e a manutenção da literatura brasileira para jovens, verificando de qual forma esses valores estão representados no romance de formação, considerando as peculiaridades do gênero. Para tanto, serão analisados em específico os aspectos estruturais da narrativa, tendo como foco a passagem de tempo na constituição da personagem, por um viés intertextual com a literatura universal. Embasado nos pressupostos críticos de Benedito Nunes (1995), Massaud Moisés (2006), Perrone-Moisés (1998), Norman Friedman (2002), visando destacar o papel do escritor contemporâneo e suas contribuições como representante da literatura brasileira juvenil moderna.

Palavras-chave: Literatura brasileira contemporânea. Bildungsroman. Rodrigo Lacerda.


Texto completo:

PDF

Referências


CÂNDIDO, Antônio. A personagem do romance. In: _______; et al. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2009. p. 51-80.

CEIA, Carlos: s.v. “Bildungsroman”. E-Dicionário de Termos Literários (EDTL). coord. de Carlos Ceia. Atualizado em 24 dez. 2009. Disponível em: . Acesso em: 5 ago. 2014.

CHEVALIER; Jean. GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos: (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figura, cores, números). Trad. Vera da Costa e Silva. 27. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2015.

CIRLOT, Juan Eduardo. Dicionário de símbolos. Trad. Rubens Eduardo Ferreira Frias. São Paulo: Moraes, 1984.

FRIEDMAN, Norman. O Ponto de vista na ficção: o desenvolvimento de um conceito crítico. Trad. Fábio Fonseca Melo. Revista USP, São Paulo, n. 53, p. 166-182, mar./maio 2002.

GENETTE, Gérard. Discurso da narrativa. Trad. Fernando Cabral Martins, sob orientação de Maria Alzira Seixo. Lisboa: Vega, 1995.

GREGORIN FILHO, José Nicolau. Literatura juvenil: adolescência, cultura e formação de leitores. São Paulo: Melhoramentos, 2011.

LACERDA, Rodrigo. O fazedor de Velhos. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

LINS, Osman. Lima Barreto e o espaço romanesco. São Paulo: Ática, 1976.

MOISÉS, Massaud. Dicionário de termos literários. 12. ed. São Paulo: Cultrix, 2004.

NUNES, Benedito. O tempo na narrativa. São Paulo: Ática, 1995.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Altas literaturas: escolha e valor na obra crítica de escritores modernos. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

REIS, Carlos & LOPES, Ana Cristina M. Dicionário de teoria da narrativa. São Paulo: Ática, 1988.

ROSENFELD, Anatol. Literatura e personagem. In: CANDIDO, Antônio; et al. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2009. p. 51-80.

TODOROV, Tzvetan. As estruturas narrativas. Tradução Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Perspectiva, 2006.




DOI: https://doi.org/10.22456/2596-0911.87036

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

ISSN 2596-0911

 

Contato: revistaphilia@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Avenida Paulo Gama, 110

Bairro Farroupilha, Porto Alegre, RS

CEP 90040-060

 

INDEXADORES | INDEXING