Teoria Mimética e vulnerabilidade do sujeito – Ou: René Girard, Sigmund Freud e Oswald de Andrade | Mimetic Theory and the vulnerability of the subject – Or: René Girard, Sigmund Freud and Oswald de Andrade

João Cezar de Castro Rocha

Resumo


Resumo

Esse artigo propõe um contraponto entre a teoria mimética de René Girard, as considerações freudianas sobre sujeito e a obra de Oswald de Andrade. O sujeito mimético coincide com o sujeito antropofágico oswaldiano, pois idêntica divisa poderia defini-los, transformando o alheio em próprio, e transformá-lo a tal ponto que as fronteiras entre o eu e o outro se confundem. Cada um a seu modo, Oswald de Andrade e René Girard assimilaram criativamente a lição freudiana, especialmente a leitura de Totem e Tabu (1913). O pensador e poeta brasileiro inverteu os termos da equação, descobrindo “a transformação permanente do Tabu em totem”.

Palavras-chave: Teoria Mimética Girardiana. Sujeito Mimético. Antropofagia em Oswald de Andrade. Totem e Tabu.

 

Abstract

This article proposes a comparison among René Girard’s mimetic theory, Freudian assumptions on the self and Oswald de Andrade’s work. The mimetic self coincides with the Oswaldian anthropophagic subject, since the identical division could define them, transforming the other in the self, and transform it in such a way that the limits between the self and the other can be confused. Each one in his own way, Oswald de Andrade and René Girard assimilated creatively Freud’s lesson, especially the reading of Totem and Taboo (1913). The thinker and Brazilian poet inverted the terms in the formula, descovering ‘the permanent transformation of the Taboo in totem.’

Keywords: Girardian Mimetic Theory. Mimetic Self. Anthropophagy in Oswald de Andrade. Totem and Taboo.


Texto completo:

PDF

Referências


DE ANDRADE, Oswald. Manifesto Antropófago. A utopia antropofágica. São Paulo: Editora Globo, 1990.

DE ASSIS, Joaquim Maria Machado. Dom Casmurro. In DE ASSIS, Joaquim Maria Machado. Obra completa. Volume I. Afrânio Coutinho (org.). Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1986.

DIDEROT, Denis. Paradoxe sur le Comédien. Entretiens sur le Fils Naturel. Raymond Laubrea (org.). Paris: Flammarion, 1967. Texto originalmente publicado em 1733.

GARCIA, Othon Moacir. Esfinge Clara. Palavra-puxa-palavra em Carlos Drummond de Andrade. Rio de Janeiro: Livraria São José, 1955.

GIRARD, René. Quando essas coisas começarem a acontecer. Diálogos com Michel Treguer. São Paulo: Editora É, 2011.

JOBE, Steven. Henry James and the Philosophic Actor. In American Literature, vol. 62, n° 1, 1990, p. 32.

KLEIST, Heinrich von. Über das Marionettentheater. Texto publicado em 1810.

KLEIST, Heinrich von. Da elaboração progressiva dos pensamentos na fala. Tradução de Carlos Alberto Gomes dos Santos. Revista Floema, Ano IV, n. 4 A, p. 75-80, out. 2008.

FREUD, S. Totem e tabu (1913). In FREUD, S. Totem e Tabu, Contribuição à história do movimento psicanalítico e outros textos (1912-1914) São Paulo: Companhia das Letras , 2012. (Obras completas, 11).

ASSOUN, P.L. Littérature et pshychanalyse. Paris: Ellipses, 1996.

FREUD, S. Dostoievski e o parricídio (1928). In: FREUD, S. Arte, literatura e os artistas:obras incompletas de Sigmund Freud. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.




DOI: https://doi.org/10.22456/2596-0911.113117

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

ISSN 2596-0911

 

Contato: revistaphilia@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Avenida Paulo Gama, 110

Bairro Farroupilha, Porto Alegre, RS

CEP 90040-060

 

INDEXADORES | INDEXING