'Reflexão sobre os negros', de Olympe de Gouges

Marcelo de Sant'Anna Alves Primo

Resumo


Olympe de Gouges publica as Réflexions sur les hommes nègres no ano de 1788. Com ideias abolicionistas, a autora aborda a condição dos escravos negros no Século das Luzes, em um contexto de profusão do ideário dos progressos da razão em todos os campos do saber. Ela evidencia, porém, que os ideais de liberdade, igualdade e fraternidade ainda estavam bastante aquém de serem praticados ao pé da letra. 


Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ-ANQUIER, Geneviève. Olympe de Gouges et la question de l’esclavage des noirs, Disponível em: http://web.ac-toulouse.fr/automne_modules_files/pDocs/public/r26109_61_olympe_de_gouges_ et_la_question_de_lesclavage_des_noirs.pdf. Acesso em: 26 nov. 2019.

BLANC, Olivier. Olympe de Gouges: des droits de la femme à la guillotine. Paris: Tallandier, 2014.

FANON, Frantz. Os condenados da terra. Tradução de Enilce Albergaria Rocha e Lucy Magalhães. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2005.

GOUGES, Madame de. Réflexions sur les hommes nègres. In: Esclavage des noirs ou l'Heureux Naufrage. Tome I. Paris: Cailleau, 1788. Disponível em: https://fr.wikisource.org/wiki/L%E2%80%99Esclavage_des_noirs_ou_l%E2%80%99Heureux_Naufrage, p. 14-19. Acesso em: 26 nov. 2019.

HOLBACH, Barão de. A moral universal ou os deveres do homem fundamentados na sua natureza. Tradução de Regina Schöpke e Mauro Baladi. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

JAMES, Cyril Lionel Robert. Os jacobinos negros: Toussaint L’Ouverture e a revolução de São Domingos. Tradução de Afonso Teixeira Filho. São Paulo: Boitempo, 2010.




DOI: https://doi.org/10.22456/2596-0911.103392

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

ISSN 2596-0911

 

Contato: revistaphilia@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Avenida Paulo Gama, 110

Bairro Farroupilha, Porto Alegre, RS

CEP 90040-060

 

INDEXADORES | INDEXING