O ethos de um guerreiro: o testemunho de Reynaldo Gianecchini sobre o câncer

Roberto Abib, Igor Sacramento

Resumo


A partir de reconfigurações na produção da subjetividade pela circulação do ethos terapêutico na contemporaneidade, este trabalho analisa a enunciação da entrevista do ator Reynaldo Gianecchini no programa Fantástico, da TV Globo, considerando não apenas o conteúdo textual, mas a forma enunciativa de um testemunho intimista atravessado pelos ideais da superação e de responsabilização de si na retomada da autonomia (da vida) diante da experiência de um processo de tratamento de câncer.


Palavras-chave


Testemunho; Celebridade; Televisão; Câncer; Ethos terapêutico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583202152.93786



 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)