Do encontro à duração: amor na trilogia Antes do amanhecer, Antes do pôr do sol e Antes da meia-noite

Carolina Oliveira do Amaral

Resumo


Este texto pareia as ideias de Alain Badiou (2013) sobre o amor – o encontro, a fixação do acaso e a duração – à análise da trilogia do diretor norte-americano Richard Linklater Antes do amanhecer (de 1995), Antes do pôr do sol (de 2004) e Antes da meia-noite (de 2013). Elementos como o uso recorrente de plano e contraplano, o plano-sequência e o duplo foco narrativo são estratégias narrativas para desenvolver uma história de amor que vá do encontro à duração.


Palavras-chave


Amor. Encontro. Duração. Linklater. Badiou.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583202050.146-160



 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)