Trans/re/formulações sígnicas da imagem-sonho deleuziana no videoclipe E.T., de Katy Perry

Denise Azevedo Duarte Guimarães

Resumo


Este artigo discute as interlocuções tecnoestéticas entre produtos audiovisuais e cinema, para propor uma análise da narrativa fantástica, futurística e onírica do videoclipe E.T., de Katy Perry, de 2011. O principal aporte teórico do artigo é o conceito de imagem-tempo de Gilles Deleuze, em sua instância sígnica de imagem-sonho. O diálogo com Charles Sanders Peirce é fundamental para compreender os onirosignos deleuzianos no videoclipe selecionado. Para desenvolver as reflexões pretendidas, são utilizadas contribuições teóricas de pesquisadores das linguagens audiovisuais e das novas mídias. Finalmente, objetivando interpretar as modulações espaço-temporais da narrativa onírica e pós utópica na tela, as imagens mitopoéticas são analisadas com aporte em conceitos fenomenológicos.

Palavras-chave


Videoclipe. Cinema. Narrativa onírica. Deleuze. Peirce.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583201637.369-393



 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)