Texto autopromocional e suas possibilidades interpretativas

Gabriel Souza, Maria Lília Dias de Castro, Fernanda Sagrilo Andres

Resumo


O presente trabalho, recorrendo ao aporte teóricometodológico da semiótica discursiva, propõe-se a refletir sobre a estreita relação entre televisão/publicidade, dando atenção especial aos textos produzidos por uma emissora para valorizar o próprio fazer, naquilo que se denomina discurso autopromocional. Nessa ótica, com a base teórica indicada, o estudo prioriza a reflexão em torno do entendimento acerca do sentido e da significação desses textos, incluindo, além da especificidade do texto em exame, o olhar relacional com outros textos e seu modelo, e o entendimento da instância enunciativa e do contexto que lhe serve de fundo. Essa constatação permite recuperar a classificação adotada pelo Grupo de Pesquisa em Comunicação Televisual, que vê a análise, respectivamente, na perspectiva de uma intra, inter e paratextualidade.

Palavras-chave


Comunicação televisual. Semiótica discursiva. Texto autopromocional. Paratextualidade. Intertextualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583201637.329-348



 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)