O povo e a política em um jornal popular massivo

Cristiane Brum Bernardes

Resumo


A reflexão sobre a representação da política e dos atores políticos em um jornal popular é o objetivo deste artigo. Sob uma perspectiva discursiva do jornalismo, com base no conceito de “Cenário de Representação da Política” (LIMA, 2001), apresentamos a categoria da “representatividade” para detalhar as estratégias discursivas e de produção adotadas pelo Diário Gaúcho, jornal editado no estado brasileiro do Rio Grande do Sul, desde 2000, pela Rede Brasil Sul (RBS). A importância de um veículo destinado às classes populares reside no fato de que o jornalismo popular atende aos desejos de um novo público identificado pela mídia, isto é, incorpora as classes populares urbanas ao mercado consumidor dos bens simbólicos. Entretanto, como cita Albuquerque (1998), marca o advento de um novo tipo de jornalismo de baixo custo, que substitui a opinião política por notícias do cotidiano.

Palavras-chave


Jornalismo popular. Eleições. Brasil.

Texto completo:

PDF




 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)