Imagem como campo de tensão: usos e estratégias de imagens midiáticas pós-11 de setembro

Alberto Klein

Resumo


As tensões entre ocidente Cristão e Oriente Islâmico, deflagradas pelos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, expressam-se sobremodo nas imagens midiáticas. Este trabalho pretende apontar formas de expressão, usos e estratégias de reafirmações culturais e destruições simbólicas, em um universo dominado pelo valor de visibilidade midiática. Como aporte teórico, a análise se vale das contribuições da semiótica da cultura de Ivan Bystrina, além de referências ao pensamento de Jean Baudrillard e Bruno Latour.


Palavras-chave


Imagem. Mídia. Terrorismo.

Texto completo:

PDF




 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)