Uma abordagem semiótica e indicial da identidade na era de YouTube

Fernando Andacht

Resumo


O artigo estuda os efeitos comunicacionais e imaginários produzidos pelos vlogs, quer autênticos, quer falsos, no YouTube através de alguns casos célebres na história desse site para carregar e compartilhar vídeos. Em muitas dessas produções audiovisuais há um predomínio dos signos indiciais – a classe de significação que surge do contato do signo com seu objeto, como as pegadas ou os sintomas. Na época atual, estes signos são muito procurados pelos públicos para satisfazer o interesse coletivo por um corpo a corpo com os realizadores amadores – ou aqueles que se apresentam assim – de vlogs autobiográficos. A abordagem teórica da semiótica triádica de Peirce é usada para a análise da identidade humana na era da internet, e também para uma análise da dúvida sobre o autêntico e seu oposto, o simulado, um elemento inseparável dessa experiência midiática.


Palavras-chave


YouTube. Semiótica. Identidade. Autenticidade. Fraude.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583201534.79-98



 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)