Reflexões sobre as pesquisas em TV no Brasil - propostas metodológicas e formas de análise dos telejornais

Flávio Antônio Camargo Porcello

Resumo


A TV completa 65 anos no Brasil em 2015. Muito diferente e mais abrangente do que a pioneira TV Tupi, de São Paulo, em sua primeira transmissão em setembro de 1950, a televisão no Brasil atinge o público em diversas plataformas, suportes e dispositivos. E continua sendo a principal fonte de informação para os brasileiros. Por isso deve ser estudada com atenção e interesse. Este é o foco do presente texto. As formas de análise dos conteúdos informativos transmitidos pela TV devem evoluir e avançar, da mesma forma que as emissoras fazem em relação aos seus públicos e audiências. Faremos uma recuperação histórica e cronológica das fases da TV no país e dos grupos de pesquisas voltados para os estudos na área. A metodologia será estudo de caso, com observação participante. O objetivo é o de construir coletivamente propostas metodológicas que permitam análises dos telejornais de forma precisa e aprofundada.

   

Palavras-chave


Televisão. Telejornalismo. Audiência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583201534.146-162



 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)