Identidade e representação: análise fílmica da mulher em A Fita Branca

Sabrina Martins, Cleber Prodanov

Resumo


O presente artigo analisa as representações femininas existentes no filme alemão A Fita Branca (2009) e a forma como estas representações constituem a identidade das mulheres na obra. Por meio da descrição de cenas e sequências do filme e da incorporação dos conceitos de representação, identidade e discurso procura-se demonstrar de que maneira as mulheres são subjugadas, além de toda a rigidez, o patriarcalismo e o puritanismo da sociedade local.

Palavras-chave


Mulher. Representação. Identidade. Análise fílmica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583201532.64-82



 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)