Sensacionalismo, um conceito errante

Márcia Franz Amaral

Resumo


O artigo mostra os limites e equívocos que acompanham a noção do sensacionalismo e busca os conceitos de Modos de Endereçamento e Matrizes Culturais para caracterizar as diversas estratégias usadas pelos produtos jornalísticos populares. No lugar da caracterização ampla de sensacionalismo, em que tudo cabe e pouco se explica, o artigo propõe “desfiar” o conceito, puxar novos fios analíticos e tecer uma malha que possibilite visualizar e analisar cada uma das especificidades a serem identificadas nos produtos jornalísticos populares.


Palavras-chave


Sensacionalismo. Imprensa popular. Matrizes culturais.

Texto completo:

PDF




 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)