Calidoscopia midiática: da criação à ressignificação das imagens em perspectiva

Suely Fragoso

Resumo


As tecnologias analógicas de reprodução de imagens dependem de dispositivos ópticos e, portanto, são herdeiras dos princípios fundamentais da perspectiva central. Apesar de liberta das restrições da camera obscura, a enunciação de imagens com computadores tende a seguir predominantemente os pressupostos da perspectivação. Isto se deve à tentativa de apropriação, por parte dos mídias digitais, do 'realismo e objetividade' comumente atribuídos às imagens técnicas analógicas. Inicialmente retrógrada, essa situação é renovada por peculiaridades da paisagem midiática contemporânea, que modifica o contexto de apreensão e leitura tensionando até o limite as proposições fundamentais do chamado "foto-realismo".

Palavras-chave


Imagens. Mídias digitais. Foto-realismo.

Texto completo:

PDF




 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)