Apocalípticos, integrados e pós-modernos: a problemática da tecnologia na teoria da comunicação contemporânea

Autores

  • Francisco Rüdiger PUCRS

Palavras-chave:

Apocalípticos. Integrados. Pós-modernos Tecnificação.

Resumo

O texto discute a problemática da comunicação, a partir da tripartição metodológica das perspectivas que têm orientado a teorização nesta área. Rüdiger amplia analiticamente a dicotomia-de-enfoque apresentada por Eco, ainda na década de 60, no que concerne as recepções de tipo apocalíptico ou integrado dos media e seus produtos. O trabalho propõe a retomada do conceito de comunicação como processo, e questiona a consistência de modelos interpretativos que subjazem a algumas descrições das chamadas novas mídias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Rüdiger, PUCRS

Doutorado em Sociologia. Universidade de São Paulo, USP, Brasil. Mestrado em Filosofia. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil. Graduação em História. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil. Graduação em Comunicação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

Downloads

Publicado

2008-04-10

Como Citar

Rüdiger, F. “Apocalípticos, Integrados E pós-Modernos: A problemática Da Tecnologia Na Teoria Da comunicação contemporânea”. Intexto, nº 1, abril de 2008, p. 1-21, https://www.seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/3295.

Edição

Seção

Artigos