Intermitências cromáticas e temáticas nos movimentos de composição editorial da revista Vida Simples

Frederico de Mello Brandão Tavares

Resumo


O presente trabalho realiza uma análise da revista Vida Simples, publicada pela Editora Abril, centrando-se na lógica de sua composição editorial. Pretende-se observar como o desenvolvimento mensal do plano estrutural da publicação aciona uma série de processos que configuram significados para a qualidade de vida na sociedade, foco do periódico. Para isso, verifica-se em 96 edições publicadas as lógicas editoriais tanto em uma só edição quanto em um conjunto delas, problematizando a ocorrência de seus conteúdos e a estrutura de suas capas, um dos eixos gráficos da revista. Dos resultados aí obtidos, aponta-se para a percepção sobre a oscilação entre certos temas e cores, movimento que participa da construção de uma globalidade jornalística e, simultaneamente, de uma identidade editorial.

Palavras-chave


Revista. Projeto Editorial. Qualidade de Vida. Vida Simples.

Texto completo:

PDF




 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)