A ciência e o poder sobre a vida: ficção científica e biotecnologia no cinema

Autores

  • Carmen Irene Oliveira Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  • Leila Beatriz Ribeiro Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  • Valéria Cristina Lopes Wilke Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

Informação. Biopoder. Disciplina.

Resumo

Discute o estatuto informacional relacionado a uma projeção de futuro acerca do corpo humano e da biotecnologia a partir da análise de ‘Gattaca, uma experiência genética’. Enfoca a disciplina, o e a ção como ordenadora e designadora de uma sociedade que controla o corpo e o social. Em , a informação genética desenvolve mecanismos de controle, exclusão e distinção em um sistema social no qual o biopoder organiza-se com base nesse duplo nível da informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carmen Irene Oliveira, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professora Adjunto I, Departamento de Filosofia e Ciências Sociais da UNIRIO; áreas: ciência da informação, memória e educação.

Leila Beatriz Ribeiro, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professora Adjunto III. Departamento Processos Técnico Documentais da UNIRIO; áreas: ciência da informação, memória, problematizando os diferentes tipos de coleção.

Valéria Cristina Lopes Wilke, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professora Adjunto I, Departamento de Filosofia e Ciências Sociais da UNIRIO; áreas: filosofia, ciência da informação, memória, problematizando questões relativas ao patrimônio científico.

Downloads

Publicado

2012-07-09

Como Citar

Oliveira, C. I., L. B. Ribeiro, e V. C. L. Wilke. “A Ciência E O Poder Sobre a Vida: Ficção científica E Biotecnologia No Cinema”. Intexto, nº 26, julho de 2012, p. 115-31, https://www.seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/19766.

Edição

Seção

Artigos