Da oralidade à narrativa: o caso do livro sagrado dos indígenas Sateré-Mawé da Amazônica

Renan Albuquerque, Fabrício Vasconcelos, Flávia Roberta Busarello

Resumo


O objetivo foi (i) caracterizar o processo narrativo e comunicacional, nascido da oralidade, de uma obra sagrada, de referência do Sateré-Mawé, e (ii) realizar leituras interpretativas e análises dos textos do livro, com análise de conteúdo, considerando a comunicação oral e o discurso. Esses dois pontos estão descritos nos títulos “Abordagem Teórica” e na seção “Resultados e Discussão”. A apresentação da mitologia dos Sateré-Mawé é clara na sua concepção histórica, pois no Sehaypóri…, que significa “coleção de mitos”, o que se enfatizou foram os símbolos e a forma como este povo construiu as suas memórias no passado.


Palavras-chave


Oralidade; Narrativa; Literatura; Sateré-Mawé/AM; Amazônia

Texto completo:

PDF (Français (France))


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583202152.109699



 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)