Entre prescrições e sobrescrições: a experiência da leitura em ambiência digital

Autores

  • Carina Ochi Flexor Universidade Brasília (UnB)

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-8583202051.269-279

Palavras-chave:

Livro-aplicativo. Experiência da leitura. Prescrição. Sobrescrição. Protocolos da leitura

Resumo

O presente artigo busca refletir ― com base n sobre o futuro da escrita em Flusser e, ainda, a partir da materialidade do livro digital ―, sobre a experiência da leitura em ambiência digital. De abordagem dedutiva e partindo de uma perspectiva qualitativa, a partir da caracterização do livroaplicativo como exemplo de prescrição e os protocolos na leitura como uma espécie de sobrescrição, a investigação alcança resultados que apontam para a atualização do pacto de leitura que, por sua vez, indica a aceitação tácita do leitor em permitir ser lido pela plataforma-livro que, no que lhe concerne, também lê o seu leitor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carina Ochi Flexor, Universidade Brasília (UnB)

Docente da Faculdade de Comunicação (FAC) da Universidade de Brasília (UnB) e colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Sergipe (PPGCOM-UFS). Pesquisadora do MediaLab - Grupo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Mídias Interativas (UFG) e pesquisadora do Laboratório de Análise de Visualidades, Narrativas e Tecnologias (UFS). Primeiro lugar no Prêmio Jabuti, na Categoria Projeto Gráfico, em 2010. Membro da Comissão Assessora de Área Publicidade e Propaganda INEP (2015-2017). Avaliadora ad hoc do Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (SINAES) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP/MEC. 

Downloads

Publicado

2020-12-21

Como Citar

Flexor, C. O. “Entre prescrições E sobrescrições: A Experiência Da Leitura Em Ambiência Digital”. Intexto, nº 51, dezembro de 2020, p. 269-7, doi:10.19132/1807-8583202051.269-279.

Edição

Seção

Dossiê Flusser: 100 anos