n. 20 (2008): Violências, Medo e Prevenção

					Visualizar n. 20 (2008): Violências, Medo e Prevenção
Sociologias, em seu vigésimo número, apresenta o tema “Violências, Medo e Prevenção”. Os artigos que compõem o dossiê abordam a relação entre modernidade, violências e a produção social do medo mediante três conjuntos de estudos. O primeiro retraça novas formas de violência e crime e analisa como a produção social do medo ocorre em contextos de vulnerabilidade social, marcados pela crise das instituições. O segundo conjunto de escritos aborda a crise do sistema de Justiça Criminal, a mediação de conflitos em delegacias e a fragilidade dos modelos de ouvidoria existentes atualmente. Por fim são avaliados os efeitos dos meios de comunicação na disseminação das violências. Na Seção de artigos, Ricardo Silva examina o pensamento político de Vianna, criticando a concepção do “autoritarismo instrumental” Os outros dois textos apresentam faces da mundialização das conflitualidades. Ramón Fogel analisa a região de Tríplice Fronteira como territórios de integração e desintegração. Marcelo Rosa investiga, mediante uma análise comparativa da “atuação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (no Brasil) e do Landless People´s Movement (na África do Sul)”, as “formas emergentes que o Estado adquire nesses dois contextos sociais. Na Seção Interfaces, Renato Ortiz comenta a obra de Octavio Ianni. A resenha de Renata Florentino debate o conto de Fernando Pessoa O Banqueiro Anarquista.
Publicado: 2008-12-08

Editorial

Dossiê

Interfaces