Reformas Eleitorais na América Latina: grandes expectativas, poucos casos, resultados perversos

Autores

  • André Marenco

Palavras-chave:

Democracia. Partidos. Voto. Reformas eleitorais. América Latina.

Resumo

Este texto pretende realizar um balanço de reformas eleitorais nas regras para a escolha de cadeiras legislativas na América Latina a partir da terceira onda da democracia. Na primeira parte, é feita uma revisão dos estudos sobre sistemas eleitorais, considerando, em particular, os efeitos políticos provocados pelas regras de conversão de votos em mandatos eletivos e os fatores que contribuem para a realização de reformas eleitorais. Na segunda parte, são examinadas as reformas eleitorais promovidas na América Latina, buscando identificar fatores que tenham contribuído para sua realização. Na terceira seção, foram analisadas as consequências provocadas pelas mudanças nos sistemas eleitorais, especialmente aquelas relacionadas ao grau de competição partidária, volatilidade eleitoral e a desestruturação dos sistemas partidários após a implementação das reformas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

MARENCO, A. Reformas Eleitorais na América Latina: grandes expectativas, poucos casos, resultados perversos. Sociologias, [S. l.], v. 14, n. 31, 2012. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/34920. Acesso em: 8 fev. 2023.