Os trabalhadores em meio à Covid-19 no Brasil

flexibilidade, precariedade, e a mobilização internacional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/18070337-117000

Palavras-chave:

trabalho, plataformas digitais, Covid-19, precarização, uberização

Resumo

O artigo trata dos trabalhadores de entrega em plataformas digitais no Brasil sobre o pano de fundo da pandemia da Covid-19 iniciada em 2020. Argumenta-se que a crise pandêmica exacerbou tendências recentes na organização do trabalho e propõe-se um quadro interpretativo que enfatiza as transformações em curso nas esferas da produção e da regulação trabalhista, com ênfase para as relações de emprego e trabalho nas plataformas digitais que operam sob a lógica do “trabalho sob demanda”. Dessa perspectiva, são apresentados os resultados de pesquisa conduzida com entregadores em diferentes estados do país durante paralisação nacional da categoria, em julho de 2020, o que permitiu traçar um perfil dos trabalhadores no setor. Finalmente, são discutidas as formas de organização coletiva emergentes entre esses trabalhadores, em particular articulações internacionais estabelecidas por fora das estruturas tradicionais de representação sindical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iuri Tonelo, Universidade Federal de Pernambuco

Doutor em Sociologia, professor substituto no departamento de Sociologia da Universidade Federal do Pernambuco e pesquisador no Programa de Pós-graduação em Sociologia da mesma instituição, com apoio da FACEPE.

Leonardo Mello e Silva, Universidade de São Paulo

Doutor em Sociologia e professor do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo.

Ricardo Framil Filho, Universidade de São Paulo

Doutorando em Sociologia na Universidade de São Paulo e pesquisa trabalho, movimentos sociais e globalização.

Referências

ABÍLIO, Ludmila C. Uberização: a era do trabalhador just-in-time? Estudos Avançados, v. 34, n. 98, p. 111-126, 2020.

ABÍLIO, Ludmila C. Uberização do trabalho: subsunção real da viração. Passa Palavra, 19 fev. 2017. Disponível em: http://passapalavra.info/2017/02/110685

ABÍLIO, Ludmila C.; AMORIM, Henrique; GROHMANN, Rafael. Uberização e plataformização do trabalho no Brasil: conceitos, processos e formas. Sociologias v. 23, n. 57, p. 26-56, 2021.

AGAMBEN, Giorgio et al. Sopa de Wuhan: pensamiento contemporaneo en tiempos de pandemias. Buenos Aires: ASPO, 2020.

AGUIAR, Thiago. Maquiando o trabalho. Opacidade e transparência numa empresa de cosméticos global. São Paulo: Annablume, 2017.

ANDERSON, Perry. The limits and possibilities of trade union action. In: BLACKBURN, R.; COCKBURN, A. (org.). The incompatibles: trade union militancy and the consensus. Middlesex: Penguin Books, 1967. p. 263-280.

ANTUNES, Ricardo. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018.

BARROS, Carlos J. Nem CLT, nem autônomo: o projeto de lei que quer 'regrar' a relação de aplicativos com trabalhadores. UOL, 14 de jun. de 2020. Disponível em: https://www.uol.com.br/tilt/noticias/bbc/2020/07/14/nem-clt-nem-autonomo-o-projeto-de-lei-que-quer-regrar-a-relacao-de-aplicativos-com-entregadores.htm

CARLOS, Ana F. A. (org.). COVID-19 e a crise urbana. São Paulo: GESP/FFLCH-Universidade de São Paulo, 2020.

COOK, Maria L.; DUTTA, Madhumita; GALLAS, Alexander; NOVAK, Joerg; SCULLY, Ben. global labour studies in the pandemic: notes for an emerging agenda. Global Labour Journal, p. 74-88, v. 11, n. 2, 2020.

COOMBS, Crispin. Will COVID-19 be the tipping point for the Intelligent Automation of work? A review of the debate and implications for research. International Journal of Information Management, v. 55, e102182, 2020.

CORIAT, Benjamin. L’Atelier et le chronomètre. Paris: Christian Bourgois, 1978.

DE STEFANO, Valerio. The rise of the “just-in-time workforce”: on-demand work, crowdwork, and labor protection in the “gig-economy”. Comparative Labor Law & Policy Journal, v. 37, n .3, p. 471-504, 2016.

DURAND, Jean P. A refundação do trabalho no fluxo tensionado. Tempo Social, v. 15, n. 1, 2003.

EVANS, Peter. Is it labor’s turn to globalize? Twenty-first Century opportunities and strategic responses. Global Labour Journal, v. 1, n. 3, p. 352-379, 2010.

FERNANDES, Adriana. Em estudo por Paulo Guedes, Carteira Verde Amarela simplifica a contratação. O Estado de S. Paulo, 3 de jul. de 2020. Disponível em: https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,em-estudo-por-paulo-guedes-carteira-verde-amarela-simplifica-a-contratacao,70003352560

GONSALES, Marco. Trabalhadores plataformizados do mundo, uni-vos. Esquerda Diário, 4 de jul. 2020. Disponível em: https://www.esquerdadiario.com.br/Trabalhadores-plataformizados-do-mundo-uni-vos

GURUKKAL, Rajan. Will COVID 19 turn higher education into another mode? Higher Education for the Future, v. 7, n. 2, p. 89-96, 2020.

HODDER, Andy. New technology, work and employment in the era of COVID‐19: reflecting on legacies of research. New Technology, Work and Employment, v. 35, n. 3, p. 262-275, 2020.

KALIL, Renan B. Capitalismo de plataforma e Direito do Trabalho: crowdwork e trabalho sob demanda por meio de aplicativos. 2019. Tese (Doutorado em Direito do Trabalho) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2019.

KREIN, José D. O desmonte dos direitos, as novas configurações do trabalho e o esvaziamento da ação coletiva: consequências da reforma trabalhista. Tempo Social, v. 30, n. 1, p. 77-104, 2018.

LAPA, Thais. Processo de trabalho, divisão sexual do trabalho e práticas sociais das operárias na indústria eletroeletrônica no contexto da flexibilidade produtiva. 2014. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade de São Paulo, 2014.

LAUDA-RODRIGUEZ, Zenaida; MILZ, Beatriz; SANTANA-CHAVES, Igor M.; TORRES, Pedro H. C.; JACOBI, Pedro R. Editorial N° 03/2020 The COVID-19 epoch: interdisciplinary research towards a new just and sustainable ethic. Ambiente & Sociedade, v. 23, p. 1-12, 2020. https://doi.org/10.1590/1809-4422asoceditorialvu2020L3ED

LEMOS, Iara. Senado barra minirreforma trabalhista de Bolsonaro. Folha de S.Paulo, 17 de abr. de 2020. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/04/lideres-do-senado-fecham-acordo-para-nao-votar-a-mp-do-emprego-verde-e-amarelo.shtml

MAZZOTTI, Massimo. Algorithmic life. Los Angeles Review of Books, 22 jan. 2017. Disponível em: https://lareviewofbooks.org/article/algorithmic-life/

MELLO E SILVA, Leonardo. Trabalho em grupo e sociabilidade privada. São Paulo: Ed. 34, 2004.

MOORE, Phoebe.; JOYCE, Simon. Black box or hidden abode? The expansion and exposure of platform work managerialism. Review of International Political Economy, v. 27, n. 4, p. 926-948, 2020.

OLIVEIRA, Roberto V. de. Brazilian labour reform in historical perspective. Global Labour Journal, v. 9, n. 3, p. 319-338, 2018.

PIRONE, Maurilio. Pandemic transition: Techno-politics and social reproduction struggles. Human Geography, p. 1-4, 2021.

REPARTIDORES y trabajadores precarizados de todo el país se reunieron para definir medidas de lucha. El Ciudadano, 11 de ago. de 2020. Disponível em: https://www.elciudadanoweb.com/repartidores-y-trabajadores-precarizados-de-todo-el-pais-se-reunieron-para-definir-medidas-de-lucha/

ROBINSON, William I. Global capitalism post-pandemic. Race & Class, v. 62, n. 2, p. 3-13, 2020.

SANTOS, Boaventura de S. La cruel pedagogía del virus. Buenos Aires: CLACSO, 2020.

SILVA, Cleyton M. da; ARBILLA, Graciela. COVID-19: challenges for a new epoch. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 53, e20200270, 2020.

SLEE, Tom. Uberização: a nova onda do trabalho precarizado. São Paulo: Elefante, 2017.

SMITH, Nicholas R.; FALLON, Tracey. An epochal moment? The COVID-19 pandemic and China’s international order building. World Affairs, v. 183, n. 3, p. 235-255, 2020.

SRNICEK, Nick. Platform capitalism. Cambridge: Polity, 2017.

TAYLOR, Frederick W. Princípios de Administração Científica. São Paulo: Atlas, 1995.

VAN DER LINDEN, Marcel; BREMAN, Jan. The return of merchant capital. Global Labour Journal, v. 11, n. 2, p. 178-182, 2020.

VERDIN, Rachel; O’REILLY, Jacqueline. A gender agenda for the future of work in a digital age of pandemics: jobs, skills and contracts. Düsseldorf: Hans-Böckler-Stiftung: Wirtschafts- und Sozialwissenschaftliches Institut (WSI), 2021.

WILLS, Jane. Taking on the CosmoCorps? Experiments in transnational labor organization. Economic Geography, v. 74, n. 2, p. 111-130, 2008.

YEUNG, Henry Wai-chung; COE, Neil M. Toward a dynamic theory of global production networks: GPN Theory. Economic Geography, v. 91, n. 1, p. 29-58, 2015.

Downloads

Publicado

2022-08-29

Como Citar

TONELO, I.; MELLO E SILVA, L.; FRAMIL FILHO, R. Os trabalhadores em meio à Covid-19 no Brasil: flexibilidade, precariedade, e a mobilização internacional. Sociologias, [S. l.], v. 24, n. 60, 2022. DOI: 10.1590/18070337-117000. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/117000. Acesso em: 1 fev. 2023.