A teoria integracionista de Marcel Mauss / Marcel Mauss’ integrationist theory

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/15174522-106332

Palavras-chave:

dádiva, reciprocidade, sociabilidade, integração, Mauss

Resumo

Pesquisa teórica que correlaciona, na elaboração intelectual de Marcel Mauss (1872-1950), sua classificação de níveis de integração coletiva, contida na obra inacabada A nação, ao conceito de tríplice obrigação de doações, recebimentos e retribuições de quaisquer bens – especialmente formulado no Ensaio sobre a dádiva (1925) – e à formulação ulterior dos modos de reciprocidade (1931). Tal correlação teórico-metodológica ensejaria tanto sua aplicação específica à tipologia maussiana de sociedades quanto, também, para explicar tendências atuais de reconfiguração coletiva e distintas da integração nacional.


====


Theoretical research that correlates, in line with the elaboration by Marcel Mauss (1872-1950), the concept of three social obligations – of giving, receiving and returning goods – which was elaborated in The Gift (1925), and his hierarchy of levels of collective integration, covered by his unfinished work The Nation that predates The Gift. Such theoretical-methodological correlation would stimulate an approach that comprehends both the Maussian formulation of modes of reciprocity (1931) and its particular application to the typology of societies that adopted it, including explaining current tendencies of collective reconfiguration as a distinct characteristic of national integration.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julio Aurelio Vianna Lopes, Fundação Casa de Rui Barbosa

Doutor em Ciência Política pelo IUPERJ, com pós-doutorado em Sociologia pela UFPE, e pesquisador titular do Centro de Pesquisas da Fundação Casa de Rui Barbosa.

Referências

CAILLÉ, Alain. Nem holismo nem individualismo metodológicos: Marcel Mauss e o paradigma da dádiva. Revista brasileira de Ciências Sociais, v. 13, n. 38, 1998. https://doi.org/10.1590/S0102-69091998000300001

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CHABAL, Mireille. Quand la reciprocité semble non reciproque, ou la reciprocité cachée. Revue du M.A.U.S.S., n. 8, p. 132-141, 1996.

DURKHEIM, Émile. As regras do método sociológico. São Paulo: Abril Cultural, 1978. (Série Os pensadores).

FOURNIER, Marcel; TERRIER, Jean. A nação: uma expedição no campo do normativo. In: MAUSS, Marcel. A nação. São Paulo: Três Estrelas, 2017. p. 21-22.

GODBOUT, Jacques T. O espírito da dádiva. Lisboa: Instituto Piaget, 1992.

GODELIER, Maurice. O enigma da dádiva. Lisboa: Edições 70, 1996.

IBGE. Censo demográfico 2010. Nupcialidade, fecundidade e migração: resultados da amostra. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.

IBGE. Desigualdades sociais por cor ou raça no Brasil. Informação demográfica e sócio-econômica, v. 41, 2019. (Série Estudos e Pesquisas).

KALIL, Isabela. As origens do Bolsonarismo. O Globo, 13 dez. 2019. Disponível em: https://oglobo.globo.com/epoca/isabela-kalil/as-origens-do-bolsonarismo-1-24134678

LANNA, Marcos. Nota sobre Marcel Mauss e o Ensaio sobre a dádiva. Revista de Sociologia e Política, n. 14, p. 173-194, 2000. https://doi.org/10.1590/S0104-44782000000100010

LÉVI-STRAUSS, Claude. Introdução à obra de Marcel Mauss. In: MAUSS, Marcel. Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2007. p. 11-46.

LOPES, Julio A. V. Viver em rede: as formas emergentes da dádiva. Rio de Janeiro: 7Letras, 2017.

LOPES, Julio A. V. Cooperativismo contemporâneo: caminho para a sustentabilidade. Brasília: Confebras, 2012.

MALLARD, Grégoire. The Gift revisited: Marcel Mauss on War, Debt and the Politics of Reparations. Sociological Theory, v. 29, n. 4, p. 1-48, 2011. https://doi.org/10.1111%2Fj.1467-9558.2011.01398.x

MARTINS, Paulo H. O “ensaio sobre o dom” de Marcel Mauss: um texto pioneiro da crítica decolonial. Sociologias, v. 16, n. 36, p. 22-41, 2014.

MAUSS, Marcel. A nação. São Paulo: Três Estrelas, 2017.

MAUSS, Marcel. A coesão social nas sociedades polissegmentares. In: MAUSS, Marcel. Ensaios de Sociologia. São Paulo: Perspectiva, 2015a. p. 339-350.

MAUSS, Marcel. Fragmento de um plano de Sociologia descritiva. In: MAUSS, Marcel. Ensaios de Sociologia. São Paulo: Perspectiva, 2015b. p. 91-132.

MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva: forma e razão da troca nas sociedades arcaicas. In: Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2007. p. 182-315.

NUMBER of migrants now growing faster than world population, new UN figures show. UN News, 17 set. 2019. Disponível em: https://news.un.org/en/story/2019/09/1046562

RADFORD, Jynnah. Key findings about USA immigrants. Pew Research Center, 17 jun. 2019. Disponível em: https://www.pewresearch.org/fact-tank/2019/06/17/key-findings-about-u-s-immigrants/.

RAMEL, Frédéric. Les fondateurs oubliés – Durkheim, Simmel, Weber, Mauss et les relations internationales. Paris: PUF, 2006.

ROSPABÉ, Philippe. L’obligation de rendre. Revue du M.A.U.S.S., n. 8, p. 142-152, 1996.

SOARES, António G. Brexit: o referendo de 2016. Relações Internacionais, n. 61, p. 63-75. https://doi.org/10.23906/ri2019.61a06

TEMPLE, Dominique. Fraternité et reciprocité. Revue du M.A.U.S.S., n. 8, p. 277-283, 1996.

VERBETE “Troca”. In: Encyclopedia Universalis, 1984. p. 897.

WEBER, Florence. Para além da grande partilha. In: MAUSS, Marcel. A nação. São Paulo: Três Estrelas, 2017. (Anexo), p. 343.

YOUNG, Julia G. Making America 1920 again? Nativism and US immigration, past and present. Journal on Migration and Human Security, v. 5, n. 1. p. 217-235, 2017. https://doi.org/10.1177%2F233150241700500111

Downloads

Publicado

2021-12-12

Como Citar

VIANNA LOPES, J. A. A teoria integracionista de Marcel Mauss / Marcel Mauss’ integrationist theory. Sociologias, [S. l.], v. 23, n. 58, p. 360–387, 2021. DOI: 10.1590/15174522-106332. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/106332. Acesso em: 24 set. 2022.