Um “Marx pós-colonial”? Revoluções e colonialismos ao Sul global

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/15174522-105012

Palavras-chave:

Marx, sociedades não ocidentais, colonialismos, identidades nacionais, raça, etnia.

Resumo

Resenha de: ANDERSON, Kevin. Marx nas margens: nacionalismo, etnia e sociedades não ocidentais. São Paulo: Boitempo, 2019.

O objetivo deste texto é apontar a riqueza da pesquisa teórica e empírica de Marx nas margens, de Kevin Anderson, pois consideramos que esse trabalho apresenta um novo ciclo de discussão ao conseguir discorrer a ideia de que a teoria dialética de Marx não está reduzida à questão de classes e a etapas “universais” de desenvolvimento capitalista, como frequentemente se aponta. Em primeiro lugar, destacaremos a mobilização das fontes, a metodologia de análise e a tradição intelectual e política em que a obra e o autor estão inseridos. Em um segundo momento, apresentaremos os capítulos do livro e, por fim, um breve comentário sobre alguns desafios que o livro suscita para novas agendas de pesquisa capazes, inclusive, de aproximar efetivamente tradição marxista e perspectiva pós/decolonial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Deni Ireneu Alfaro Rubbo, Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul

É doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP) e professor adjunto de Sociologia da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS). Integra o grupo de pesquisa Periféricas – Núcleo de Estudos em Teorias Sociais, Modernidades e Colonialidades, vinculado à Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia (FFCH/UFBA).

Referências

ANDERSON, Kevin. Marx nas margens: nacionalismo, etnia e sociedade não ocidentais. São Paulo: Boitempo, 2019.

ARICÓ, José. Marx e a América Latina. São Paulo: Paz e Terra, [1980] 1982.

BENSAÏD, Daniel. Marx, o intempestivo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

BIANCHI, Álvaro. Gramsci, Croce e a história política dos intelectuais. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 34, n. 99, 2019. https://doi.org/10.1590/349915/2019

BIANCHI, Álvaro. Lincoln, Marx e a guerra civil nos Estados Unidos. Outubro, n. 22, p. 202-225, 2014.

CAHEN, Michel; BRAGA, Ruy. Anticolonial, pós(-)colonial, decolonial: e depois? In: CAHEN, Michel; BRAGA, Ruy (orgs.) Para além do pós(-)colonial. São Paulo: Alameda, 2018, p. 9-30.

DUNAYEVSKAYA, Raya. Rosa Luxemburgo, la liberacion feminina y la filosofia marxista de la revolución. Havana: Editorial Filosofi@.cu, [1981] 2017.

DUSSEL, Enrique. El último Marx (1863-1882) y la liberación latinoamericana. Un comentario a la tercera y cuarta redacción de El Capital. Cidade do México: Siglo XXI, 1990.

DUSSEL, Enrique. Hacia un Marx desconocido. Un comentario de los Manuscritos del 61-63. Cidade do México: Siglo XXI-UNAM, 1988.

DUSSEL, Enrique. La producción teórica de Marx. Una introducción a los Grundrisse. Cidade do México: Siglo XXI, México, 1985.

LÖWY, Michael. Dialética revolucionária contra a ideologia burguesa do Progresso. In: MARX, Karl. Lutas de classes na Rússia. São Paulo: Boitempo, 2013, p. 9-16

LÖWY, Michael. Nacionalismos e internacionalismos: da época de Marx até nossos dias. São Paulo: Xamã, 2000.

Marxhausen, Thomas. História crítica das Obras completas de Marx e Engels (MEGA). Crítica Marxista, n. 39, p. 95-124, 2014.

MONJARÁS-RUIZ, Jesús. México en los escritos y fuentes de Karl Marx. Nueva Sociedad, n. 66, p. 105-111, 1983.

RUBBO, Deni A. Mariátegui, marxiste decolonial. Actuel Marx, n. 69, p. 169-184, 2021. https://doi.org/10.3917/amx.069.0169

RUBBO, Deni A. Resenha: Marx selvagem. Tempo Social – Revista de Sociologia da USP, v. 26, n. 2, p. 340-345, 2014. https://doi.org/10.1590/0103-2070201339

SAID, Edward. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. Companhia das Letras, [1978] 2007.

SHANIN, Theodor (org.). Marx tardio e a via russa: Marx e as periferias do capitalismo. São Paulo: Expressão Popular, [1983] 2017.

TIBLE, Jean. Marx selvagem. São Paulo: Annablume, 2013.

TRAVERSO, Enzo. O marxismo e o Ocidente. In: TRAVERSO, Enzo. Melancolia de esquerda: marxismo, história e memória. Belo Horizonte/Veneza: ÂYINÉ, 2018, p. 315-370.

ZEA, Leopoldo. Visión de Marx sobre América Latina. Nueva Sociedad, n. 55, p. 59-66, 1983.

Downloads

Publicado

2021-08-18

Como Citar

ALFARO RUBBO, D. I. Um “Marx pós-colonial”? Revoluções e colonialismos ao Sul global. Sociologias, [S. l.], v. 23, n. 57, p. 430–448, 2021. DOI: 10.1590/15174522-105012. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/105012. Acesso em: 6 out. 2022.