Mobilidade socio-ocupacional no Brasil: novo procedimento para delimitação dos estratos ocupacionais e análise dos dados da PNAD de 2014

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/15174522-103252

Palavras-chave:

Mobilidade sócio-ocupacional, Estratificação social, Migração, Cor

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar, a partir dos dados da PNAD de 2014, a mobilidade socio-ocupacional inter e intrageracional na sociedade brasileira e a influência da migração e da cor dos indivíduos no processo de mobilidade social. É proposta uma nova metodologia de estratificação para a construção de estratos socio-ocupacionais, utilizando características como educação, renda e ocupação dos indivíduos. Ainda que marcada por deslocamentos de curta distância entre os estratos socio-ocupacionais, a mobilidade social observada nos dados coletados em 2014 é marcada por chances de mobilidade ascendente, o que denota certa dinamicidade na sociedade brasileira. A análise revela um esvaziamento dos estratos baixos em favor dos estratos médios quando se compara a distribuição socio-ocupacional dos ocupados em 2014 com a geração dos pais. Há uma predominância na mobilidade circular, indicando que os movimentos realizados na estrutura socio-ocupacional se deram mais pela substituição e trocas em postos de trabalho já existentes do que pela transformação da estrutura ocupacional. Foram encontradas evidências de que indivíduos migrantes apresentam mobilidade superior aos não migrantes. Todavia, indivíduos pretos e pardos encontram condições desiguais de mobilidade socio-ocupacional quando comparados aos brancos, e essa desigualdade é atenuada quando se consideram os indivíduos migrantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camilla Oliveira, ESALQ-USP, Doutoranda em Ciências (Economia Aplicada).

Doutoranda em Ciências (Economia Aplicada), Departamento de Economia, Administração e Sociologia ESALQ-USP.

Mestre em Ciências (Economia Aplicada), ESALQ-USP.

 

Rodolfo Hoffmann, ESALQ-USP, Professor Sênior.

Professor Sênior, Departamento de Economia, Administração e Sociologia ESALQ-USP.

Doutor em Economia Agrária, ESALQ-USP.

Referências

ABRAMITZKY, Ran; BOUSTAN, Leah P.; JÁCOME, Elisa; PÉREZ, Santiago. Intergenerational mobility of immigrants in the US over two centuries. National Bureau of Economic Research, working paper n. 26408, out. 2019. https://doi.org/10.3386/w26408

AGHEVLI, Bijan B.; MEHRAN, Farhad. Optimal grouping of income distribution data. Journal of the American Statistical Association, v. 76, n. 373, p. 22-26, 1981. http://doi.org/10.1080/01621459.1981.10477596

ALBUQUERQUE, Roberto C. D.; VELLOSO, João Paulo D. R. Pobreza e mobilidade social. Pobreza e mobilidade social: as bases do desenvolvimento moderno. São Paulo: Nobel, p. 15-21, 1993.

BLAU, Peter M.; DUNCAN, Otis D. The American occupational structure. Nova York: The Free Press, 1967.

BREEN, Richard. Individual level models for mobility tables and other cross-classifications. Sociological Methods and Research, v. 23, p. 147-173. 1994. https://doi.org/10.1177%2F0049124194023002001

DAVIES, James B.; SHORROCKS, Anthony F. Optimal grouping of income and wealth data. Journal of Econometrics, v. 42, n. 1, p. 97-108, 1989. https://doi.org/10.1016/0304-4076(89)90078-X

DAVIS, Kingsley. Human society. Nova York: Macmillan, 1949.

DAVIS, Kingsley; MOORE, Wilbert E. Some principles of stratification. American Sociological Review, v. 10, n. 2, p. 242-249, 1945. https://doi.org/10.2307/2085643

DIPRETE, Thomas. Adding covariates to loglinear models for the studies of social mobility. American Sociological Review, v. 55, p. 757-773, 1990. https://doi.org/10.2307/2095870

ERIKSON, Robert; GOLDTHORPE, John H.; PORTOCARERO, Lucienne. Intergenerational class mobility in three Western European societies: England, France and Sweden. British Journal of Sociology, v. 30, n. 4, p. 415-441, 1979. https://doi.org/10.2307/589632

FERREIRA, Sergio G.; VELOSO, Fernando A. Intergenerational mobility of wages in Brazil. Brazilian Review of Econometrics, v. 26, n. 2, p. 181-211, 2006. https://doi.org/10.12660/bre.v26n22006.1576

GLASS, David V.; HALL, John R. Social mobility in Great Britain: A study in intergenerational change in status. In: GLASS, David V. Social Mobility in Great Britain. Londres: Routledge and Kegan Paul, 1954.

GOLDTHORPE, John H.; HALSEY, Albert H.; HEATH, Anthony; RIDGE, John; BLOOM, Leonard; JONES, Frank L. Social mobility and class structure in modern Britain. Oxford: Claredon Press, 1982.

GOODMAN, Leo A. Multiplicative models for the analysis of occupational mobility tables and other kinds of cross-classification tables. American Journal of Sociology, v. 84, n. 4, p. 804-819, 1979. https://doi.org/10.1086/226862

HAYES, Bernadette C.; MILLER, Robert L. The silenced voice: female social mobility patterns with particular reference to the British Isles. British Journal of Sociology, v. 44, n. 4, p. 653-672, 1993.

HENDRICKX, John; GANZEBOOM, Harry B. G. Occupational status attainment in the Netherlands, 1920-1990: A multinomial logistic analysis. European Sociological Review, v. 14, p. 387-403, 1998. https://doi.org/10.1093/oxfordjournals.esr.a018246

HERTEL, Florian R. Social mobility in the 20th Century: Class mobility and occupational change in the United States and Germany. Wiesbaden: Springer VS, 2017.

HOUT, Michael. Mobility tables. Beverly Hills: Sage Publications, 1983.

HUTCHINSON, Bertram A. Mobilidade e trabalho: um estudo na cidade de São Paulo. Brasília: Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais, INEP, MEC, 1960.

JANNUZZI, Paulo M. Migração e mobilidade social: migrantes no mercado de trabalho paulista. São Paulo: Editora Autores Associados, 2000.

JANNUZZI, Paulo M.; MONTAGNER, Paula; TAIRA, Edna. Migração e mobilidade social: revisitando a discussão a partir da PNAD 2014. Revista Ciências do Trabalho, n. 13, p. 1-15, 2019.

JESUS, Josimar G. Negros em movimento: migração e desigualdade racial no Brasil. 2020. Tese (Doutorado em Ciências – Economia Aplicada) – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2020.

MAJOR, Lee E.; MACHIN, Stephen. Social mobility and its enemies. Londres: Penguin Books Limited, 2018.

PARSONS, Talcott. An analytical approach to the theory of social stratification. In: PARSONS, Talcott. Essays in Sociological Theory. Ed. rev. Glencoe: Free Press, 1954. p. 69-88.

PASTORE, José. Desigualdade e mobilidade social no Brasil. São Paulo: TA Queiroz, 1979.

PASTORE, José; SILVA, Nelson V. Mobilidade social no Brasil. Makron books, 2000.

PASTORE, José; HALLER, Archibald O. O que está acontecendo com a mobilidade social no Brasil? In: ALBUQUERQUE, Roberto C. D.; VELLOSO, João Paulo D. R. Pobreza e mobilidade social: as bases do desenvolvimento moderno. São Paulo: Nobel, 1993. Cap. 1.

PAYNE, Geoff; ABBOTT, Pamela. The social mobility of women: Beyond male mobility models. Londres: Falmer, 1990.

RIBEIRO, Carlos A. C. Estrutura de classe e mobilidade social no Brasil. São Paulo: EDUSC, 2007.

RIBEIRO, Carlos A. C. Mobilidade e Estrutura de Classes no Brasil Contemporâneo. Sociologias, v. 16, n. 37, p. 178-217, 2014. https://doi.org/10.1590/15174522-016003711

RIBEIRO, Carlos A. C. Tendências da desigualdade de oportunidades no Brasil: mobilidade social e estratificação educacional. Mercado de Trabalho: conjuntura e análise (IPEA), n. 62, p. 49-65, 2017.

ROGOFF, Natalie. Recent trends in occupational mobility. Nova York: The Free Press, 1953.

ROSE, David; MARSHALL, Gordon. Social Stratification. Madison: University of Wisconsin, Department of Sociology, 1988.

SALVATO, Márcio A.; SILVA, Denis G. O impacto da educação nos rendimentos do trabalhador: uma análise para região metropolitana de belo horizonte. In: Seminário sobre a Economia Mineira, XIII, 2008, Diamantina. Anais. Diamantina: Cedeplar-UFMG, 2008. p. 1-23.

SCALON, Maria C. Mobilidade social no Brasil: padrões e tendências. Editora Revan, 1999.

SILVA, Nelson V. Posição social das ocupações. Rio de Janeiro: IBGE, Centro de Informática, 1973.

SILVA, Nelson V. Mobilidade Social. In: MICELI, Sergio O. (Ed.). O que ler na ciência social brasileira (1970 - 1995). São Paulo: Editora Sumaré, 1999.

UEDA, Edric M. Educação e rendimentos: uma abordagem econométrica. 2001. Dissertação (Mestrado em Ciências Econômicas) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas. 2001.

WRIGHT, Erik O. Class structure and income determination. Nova York: Academic Press, 1979.

YASUDA, Saburo. A methodological inquiry into social mobility. American Sociological Review, v. 29, n. 1, p. 16-23, 1964. https://doi.org/10.2307/2094637

Downloads

Publicado

2021-08-18

Como Citar

OLIVEIRA, C.; HOFFMANN, R. Mobilidade socio-ocupacional no Brasil: novo procedimento para delimitação dos estratos ocupacionais e análise dos dados da PNAD de 2014. Sociologias, [S. l.], v. 23, n. 57, p. 208–238, 2021. DOI: 10.1590/15174522-103252. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/103252. Acesso em: 8 dez. 2022.