As “Batalhas do Rio”: as metáforas de guerra e as políticas para as favelas cariocas (1946-1961) / The “Battles of Rio”: war metaphors and policies for Rio’s favelas (1946-1961)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/15174522-102977

Palavras-chave:

Favelas, Rio de Janeiro, Políticas Urbanas, Cultura política, História Urbana

Resumo

O artigo analisa a política das favelas e observa a permanência da retórica das “batalhas das favelas” em discursos de diferentes agentes sociais que reproduziam os parâmetros de uma cidadania escassa e limitada. As metáforas da guerra legitimaram os projetos de intervenção na cidade do Rio de Janeiro que tinham como perspectiva a diferenciação entre “trabalhadores favelados” e “classes perigosas” no acesso a políticas de assistência e aos direitos sociais, que enfatizavam a proposição de uma pedagogia cívica para recuperação da “urbanidade” dos moradores, e que articulavam uma representação heterotópica da informalidade urbana das favelas. A análise parte de uma pesquisa documental ampla em relatórios oficiais, legislações e na imprensa, analisando a forma como a metáfora da guerra articulava-se às arenas de conflito na cultura política carioca.

 

====

 

The article analyzes the politics surrounding the favelas (shantytowns) of Rio de Janeiro, Brazil, and observes the permanence of the rhetoric of the “battles of the favelas” in the discourses of different social agents, which reproduced the ideas of a limited citizenship. The metaphors of war helped to legitimate urban projects in the city of Rio de Janeiro, which planned to distinguish “favelado workers” from “dangerous classes” in accessing welfare policies and social rights, proposed a civic pedagogy to recover the “urbanity” of the residents in favelas, and articulated a heterotopic representation of the urban informality in Rio de Janeiro. The analysis is based on extensive documentary research in official reports, legislation and in the press, analyzing how the metaphor of war was linked to the arenas of conflict in Rio’s political culture.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel Silva Rodrigues de Oliveira, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Doutor em História e professor do Programa de Pós-Graduação em Relações Étnico-Raciais e do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (PPRER-CEFET-RJ).

Referências

AMOROSO, Mauro. Caminhos do lembrar: a construção e os usos políticos da memória no Morro do Borel. 2012. 265f. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) – Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, Rio de Janeiro, 2012.

BURGOS, Marcelo B. Dos parques proletários ao Favela-Bairro: as políticas públicas nas favelas do Rio de Janeiro. In: ALVITO, Marcos; ZALUAR, Alba (Org.). Um século de favela. Rio de Janeiro: FGV, 2006. p. 25-60.

CAMPOS, Andrelino. Do quilombo à favela – a produção do “espaço criminalizado” no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

CEFAÏ, Daniel (Org.). Cultures Politiques. Paris: PUF, 2001.

CEFAÏ, Daniel; MELLO, Marco Antônio S.; VEIGA, Felipe B.; MOTA, Fábio. Introdução. Arenas públicas: por uma etnografia da vida associativa. In: CEFAÏ, Daniel et al. (Org.). Arenas Públicas – Por uma etnografia da vida associativa. Niterói: EdUff, 2011. p. 9-63.

DUARTE, Adriano; FONTES, Paulo. O Populismo visto da periferia: adhemarismo e janismo nos bairros da Mocca e São Miguel Paulista (1947-1953). Cadernos Arquivo Edgard Leuenroch, v. 11, n. 20/21, p. 87-119, 2004.

FERREIRA, Jorge. O Populismo e sua história: debate e crítica. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

FERREIRA, Marieta de M. (Org.). Rio de Janeiro: uma cidade na história. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

FISCHER, Brodwyn. A poverty rights: citizenship and inequality in Twentieth-Century Rio de Janeiro. Stanford: Stanford University Press, 2008.

FISCHER, Brodwyn. Quase pretos de tão pobres? Race and social discrimination in Rio de Janeiro’s Twentieth-century criminal courts. Latin American Research, v. 39, n. 1, p. 31-59, 2004. http://dx.doi.org/10.1353/lar.2004.0008

FREIRE, Letícia de L.; GONÇALVES, Rafael S.; SIMÕES, Soraya S. Uma cruzada do século XX: iniciativas católicas no campo das políticas habitacionais na França e no Brasil. Revista Antropológica, n. 29, p. 201-233, 2010.

GOMES, Angela de C. O populismo e as Ciências Sociais no Brasil. In: FERREIRA, Jorge (Org.). O Populismo e sua história: debate e crítica. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001. p. 17-59.

GOMES, Angela de C. Reflexões em torno de populismo e trabalhismo. Varia História, n. 28, p. 55-68, 2002.

GONÇALVES, Rafael S. Favelas do Rio de Janeiro: história e direito. Rio de Janeiro: Puc-Rio/Pallas, 2013.

HONORATO, Cezar. O Assistente Social e as favelas (1945-1964). In: MELLO, Marco Antônio da S. et al. Favelas Cariocas: ontem e hoje. Rio de Janeiro: Garamond, 2012. p. 141-169.

LEEDS, Anthony; LEEDS, Elizabeth. A sociologia do Brasil urbano. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

LEITE, Márcia da S. P. Da “metáfora da guerra” ao projeto de pacificação: favelas e política de segurança no Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Segurança Pública, v. 6, n. 2, p. 374-389, 2012.

LEITE, Márcia da S. P. Entre o individualismo e a solidariedade: dilemas da política e da cidadania do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 15, n. 44, p. 73-90, 2000. https://doi.org/10.1590/S0102-69092000000300004

LIMA, Nisia T. O movimento de favelas no Rio de Janeiro: políticas do Estado e lutas sociais (1954-1973). 1989. 233f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1989.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. A continuidade do “Problema da favela”. In: OLIVEIRA, Lúcia L. (org.). Cidade: história e desafios. Rio de Janeiro: FGV, 2002. p. 221-237.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio (Org.). Vida sob cerco – violência e rotina nas favelas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

MOTTA, Marly S. da; FREIRE, Américo; SARMENTO, Carlos Eduardo (Org.). A política carioca em quatro tempos. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2004.

OLIVEIRA, Samuel S. R. de. Os trabalhadores favelados: identificação das favelas e movimentos sociais no Rio de Janeiro e Belo Horizonte. 2014. Tese (Doutorado em História, Políticas e Bens Culturais) – Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, Rio de Janeiro, 2014.

OLIVEIRA, Samuel S. R. de. Associativismo de trabalhadores favelados no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte (1954-1964). Estudos Históricos, v. 31, n. 65, p. 349-368, 2018.

OLIVEIRA, Samuel S. R. de & PANDOLFI, Dulce C. Dr. Magarinos Torres Filho: a formação social nas classes médias e a luta das esquerdas no Rio de Janeiro (1940-1950). Revista do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, n.16, p.205-231, 2019.

PANDOLFI, Dulce C.; GRYNSZPAN, Mário. Poder público e favela: uma relação delicada. In: OLIVEIRA, Lúcia L. (Org.). Repensando a cidade: história e desafios. Rio de Janeiro: FGV, 2002. p. 238-255.

PAOLI, Maria C.; SADER, Eder. Sobre classes populares no pensamento social brasileiro: notas de leitura sobre acontecimentos recentes. In: CARDOSO, Ruth (Org.). A aventura antropológica: teoria e pesquisa. São Paulo: Paz e Terra, 1986. p. 39-68.

PARISSE, Luciano. Favelas do Rio de Janeiro: evolução e sentido. Rio de Janeiro: Cenpha, 1969.

SILVA, Maria Lais P. da. Favelas Cariocas (1930-1964). Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

VALLA, Victor. Educação e favela: políticas para as favelas do Rio de Janeiro, 1940-1985. Petrópolis: Vozes, 1986.

VALLADARES, Lícia do P. A invenção da favela: do mito de origem à favela.com. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

ZALUAR, Alba. A máquina e a revolta. As organizações populares e o significado da pobreza. São Paulo: Brasiliense, 1985.

Fontes

AÇÃO social inspirada no pensamento católico. Tribuna da Imprensa, Rio de Janeiro, p. 4, 16 set. 1955.

ALMEIDA, Rômulo. Relatório da Subcomissão de Habitação e Favelas ao presidente da CNBS. Anexo I – Projeto de Lei, 23/12/1953. Centro de pesquisa e documentação de história contemporânea do Brasil. Arq. GVc1952.12.23. Rio de Janeiro: Arquivo Getúlio Vargas.

APARTAMENTO para os Funcionários Favelados. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, Caderno 1, p. 4, 26 abr. 1952.

COMEÇA hoje a Batalha das Favelas. A Noite, Rio de Janeiro, p. 16, 3 mar. 1952.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ILUMINAÇÃO E GÁS. Portaria nº 1, de 6 de abril de 1948. Diário Oficial da União, p. 5685, 9 abr. 1948.

DOM HÉLDER: vamos humanizar as favelas. O Cruzeiro, p. 7-12, 12 nov. 1955.

ESTATUTO da Cruzada São Sebastião. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, Caderno 2, p. 8, 26 jan. 1958.

FUNDAÇÃO LEÃO XIII. Como trabalha a Fundação Leão XIII. Rio de Janeiro: Fundação Leão XIII, 1950.

HIGIENE e segurança aos habitantes das favelas. A Noite, Rio de Janeiro, p. 1, 4 mar. 1952.

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES DO ESTADO. Instrução nº 22, 27/05/1952. Diário Oficial da União, p. 9583-9584, 10 jun. 1952.

OPERAÇÃO Cidade Maravilhosa para acabar com favelas e camelôs. Correio da Manhã, p. 5, 5 dez. 1958.

PREFEITURA DO DISTRITO FEDERAL. Decreto nº 13.304, de 28 de agosto de 1956. Diário Oficial da União, Rio de Janeiro, p. 1, 29 ago. 1956.

PREFEITURA DO DISTRITO FEDERAL. Decreto nº 8.797, de 8 de fevereiro de 1947. Diário Oficial da União, p. 897, 11 fev. 1947.

PREFEITURA DO DISTRITO FEDERAL. Portaria nº 2.148, de 3 de julho de 1948. Diário Oficial da União, Rio de Janeiro, p. 6976, 9 jul. 1948.

PREFEITURA DO DISTRITO FEDERAL. Portaria nº 59, de 23 de fevereiro de 1952. Diário Oficial da União, p. 1, 25 fev. 1952.

PREFEITURA DO DISTRITO FEDERAL. Problema das Favelas do Distrito Federal. Diário Oficial da União, p. 4824-4825, 15 jul. 1948.

RELATÓRIO do SERFHA está muito distante da realidade. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, p. 3, 7 fev. 1959.

SUBCOMISSÃO DE FAVELAS. Semana das favelas: favelas. Rio de Janeiro: Comissão Nacional de Bem-Estar Social, 1952.

URBANIZAÇÃO das favelas: “nobre como um congresso”. Tribuna da Imprensa, Rio de Janeiro, p. 2, 8 nov. 1955.

Downloads

Publicado

2021-12-12

Como Citar

OLIVEIRA, S. S. R. de. As “Batalhas do Rio”: as metáforas de guerra e as políticas para as favelas cariocas (1946-1961) / The “Battles of Rio”: war metaphors and policies for Rio’s favelas (1946-1961). Sociologias, [S. l.], v. 23, n. 58, p. 418–443, 2021. DOI: 10.1590/15174522-102977. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/102977. Acesso em: 29 nov. 2022.