Tecnologias educativas para prevenção do HIV em negros: revisão de escopo

Autores

  • Nikaelly Pinheiro Mota
  • Jéssica Karen de Oliveira Maia
  • Wilson Jorge Correia Pinto Abreu
  • Marli Teresinha Gimeniz Galvão

Resumo

Objetivo: Mapear as tecnologias educativas implementadas para prevenção do HIV em negros.
Método: Revisão de escopo, realizada conforme as recomendações do The Joanna Briggs Institute, nas bases de dados Medline/PubMed, Embase, LILACS, CINAHL, Scopus, Cochrane e PsycINFO, utilizando-se do instrumento Preferred Reporting Items for Systematic reviews and Meta-Analyses extension for Scoping Reviews (PRISMA-ScR).
Resultados: Encontraram-se 14 estudos publicados entre 1999 e 2020. Os principais impactos para saúde dos negros envolveram a redução das taxas de relações sexuais desprotegidas, o maior uso de preservativos, a diminuição de comportamentos de risco, a minimização do número de parceiros, a maior solicitação de testagens para HIV e o aumento do uso de Profilaxia Pré-exposição (PrEP).
Conclusão: As tecnologias educativas mapeadas foram: workshops, cursos, mensagens, dramatização, vídeos, aplicativo, panfleto, campanhas de mídia e de rádio, grupos de Facebook, site, programas de computadores e softwares multimídia.

Palavras-chave: HIV. Saúde das minorias. Negros. Tecnologia educacional. Educação em saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2022-11-21

Como Citar

1.
Nikaelly Pinheiro Mota, Jéssica Karen de Oliveira Maia, Wilson Jorge Correia Pinto Abreu, Marli Teresinha Gimeniz Galvão. Tecnologias educativas para prevenção do HIV em negros: revisão de escopo. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 21º de novembro de 2022 [citado 26º de janeiro de 2023];44. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/rgenf/article/view/128593

Edição

Seção

Revisão de Escopo