Elementos de segurança e compreensão de orientações na alta em Unidades de Terapia Intensiva Neonatal

Autores

  • Bruna Gomes Pucca
  • Mara Regina Rosa Ribeiro
  • Aline Marques Acosta
  • Diovane Ghignatti da Costa
  • Kelly Cristina Milioni
  • João Lucas Campos de Oliveira

Resumo

Objetivo: Comparar elementos de segurança e a compreensão de orientações na alta da Unidade Terapia Intensiva Neonatal entre hospitais público e privado.
Método: Estudo transversal, desenvolvido em duas Unidades Terapia Intensiva Neonatal do Centro-Oeste do Brasil. Foram empregados o Checklist para segurança do paciente no preparo para alta da Unidade Terapia Intensiva Neonatal e a Escala de Avaliação da Compreensão do Paciente sobre Orientações de Alta a uma amostra (n=105) de cuidadores dos neonatos. Realizou-se análise estatística descritiva e inferencial.
Resultados: O item do Checklist “cuidados com a pele e higienização corporal” obteve maior conformidade no setor privado (96,9%) que no público (73,2%) (p-valor<0,000) e a compreensão de orientações de alta teve média geral de 62,9±8,3 pontos, sem diferença significativa entre os locais.
Conclusão: O atendimento a elementos de segurança e a compreensão de orientações na alta foram equânimes entre os hospitais.

Palavras chave: Alta do paciente. Comunicação em saúde. Recém-nascido. Segurança do paciente. Unidade de terapia intensiva neonatal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2022-06-02

Como Citar

1.
Bruna Gomes Pucca, Mara Regina Rosa Ribeiro, Aline Marques Acosta, Diovane Ghignatti da Costa, Kelly Cristina Milioni, João Lucas Campos de Oliveira. Elementos de segurança e compreensão de orientações na alta em Unidades de Terapia Intensiva Neonatal. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 2º de junho de 2022 [citado 13º de agosto de 2022];43. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/rgenf/article/view/125006

Edição

Seção

Artigos Originais