[1]
L. L. A. C. da Costa e S. K. Franco, “AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM E SUAS POSSIBILIDADES CONSTRUTIVISTAS”, RENOTE, vol. 3, nº 1, jun. 2005.