Uso de Agente conversacional como recurso de aprendizagem sócio-educacional

Autores

  • Clóvis da Silveira Programa de Pós-Graduação Informática na Educação (PPGIE) Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Porto Alegre – RS – Brasil
  • Anita Raquel da Silva Programa de Pós-Graduação Informática na Educação (PPGIE) Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Porto Alegre – RS – Brasil
  • Fabrício Herpich Programa de Pós-Graduação Informática na Educação (PPGIE) Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Porto Alegre – RS – Brasil
  • Liane Margarida Rockenbach Tarouco Programa de Pós-Graduação Informática na Educação (PPGIE) Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Porto Alegre – RS – Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.99555

Palavras-chave:

chatbot, agente conversacional, base de conhecimento, recurso de aprendizagem, interação

Resumo

A proposta deste artigo é definir aspectos relevantes para o chatbot com relação a sua capacidade de motivar e incentivar os alunos na construção de seus conhecimentos, tendo como base a teoria sócio-construtivista de Vygotsky. O estudo, de natureza qualitativa e quantitativa, envolveu estudantes de um curso de formação de docentes na área de tecnologia educacional ofertado na modalidade de Educação a Distância (EAD). Utilizou-se uma agente denominada METIS e o trabalho apresenta o processo de construção e expansão da base de conhecimento. Resultados do estudo apontam soluções para ampliar a capacidade da base de conhecimento e demonstra-se algumas possibilidades em termos de métricas objetivas e subjetivas para avaliar a performance do chatbot.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-31

Como Citar

DA SILVEIRA, C.; RAQUEL DA SILVA, A.; HERPICH, F.; MARGARIDA ROCKENBACH TAROUCO, L. Uso de Agente conversacional como recurso de aprendizagem sócio-educacional. RENOTE, Porto Alegre, v. 17, n. 3, p. 668–678, 2019. DOI: 10.22456/1679-1916.99555. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/99555. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

TIC e seus efeitos na configuração das ecologias cognitivas