Gamificação no Processo de Ensino e Aprendizagem de Estudantes Surdos: uma revisão sistemática

Autores

  • Luiz Otavio Rodrigues Mendes Universidade Estadual de Maringá
  • Alcione José Alves Bueno Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Renata da Silva Dessbesel Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Sani de Carvalho Rutz da Silva Universidade Tecnológica Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.99434

Palavras-chave:

Tecnologia. Língua de Sinais. Motivação.

Resumo

Este estudo investiga as potencialidades e fragilidades da gamificação no processo de ensino e aprendizagem de estudantes surdos, a partir de uma revisão sistemática da literatura em artigos, teses e dissertações disponíveis nas bases de dados SciELO, Science Direct, ERIC, Scopus, Web Of Science, IEEE Xplore Digital Library, Advanced Technologies & Aerospace Database, Teses e Dissertações CAPES e Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações por meio dos descritores gamificação e surdos. Os resultados mostraram que as potencialidades em utilizar a gamificação na educação de alunos surdos estão relacionadas à utilização dos elementos dos games como agentes potencializadores (motivação, interação e aumento do interesse dos estudantes no desenvolvimento das tarefas) para contribuir em sua formação. A gamificação é abordada de forma inclusiva, auxiliando na compreensão de conceitos das diversas áreas do conhecimento e na aprendizagem da língua de sinais como meio de comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-31

Como Citar

OTAVIO RODRIGUES MENDES, L.; JOSÉ ALVES BUENO, A.; DA SILVA DESSBESEL, R.; DE CARVALHO RUTZ DA SILVA, S. Gamificação no Processo de Ensino e Aprendizagem de Estudantes Surdos: uma revisão sistemática. RENOTE, Porto Alegre, v. 17, n. 3, p. 132–141, 2019. DOI: 10.22456/1679-1916.99434. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/99434. Acesso em: 6 fev. 2023.