Arcabouço Pedagógico combinado com o glossário técnico de computação em LIBRAS: uma experiência com Lego Mindstorms NXT

Autores

  • Rafael Pinto Granada PPGEC/FURG
  • Silvia Silva da Costa Botelho C3/FURG
  • Regina Barwaldt C3/FURG

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.89278

Palavras-chave:

Glossário, raciocínio lógico, lego mindstorms NXT, surdo, LIBRAS.

Resumo

A comunidade surda brasileira conquistou direitos na área da educação e, nos
últimos anos, com o aumento da matrícula de surdos em instituições de ensino, há necessidade de desenvolver novos sinais em LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) para termos técnicos específicos de cursos em diversas áreas do conhecimento. Este trabalho visa a elaboração de um glossário computacional de sinais em LIBRAS com as principais palavras reservadas do Lego Mindstorms NXT como estímulo ao raciocínio lógico em pessoas surdas. O trabalho realizou-se em uma Escola de Ensino Médio Bilíngue com 4 alunos entre 14 e 15 anos de idade. Atividades de programação voltadas ao movimento veicular e educação no trânsito foram realizadas. Como forma de validação da proposta, utilizou-se categorias de avaliação pedagógica e análise de conteúdo. Este kit de robótica educacional combinado com o glossário demonstrou a capacidade de desenvolver raciocínio lógico que seria dificultado pela barreira linguística. Conclui-se que os sinais desenvolvidos para o glossário permitem que os surdos acessem termos complexos de computação, proporcionando as mesmas possibilidades de desenvolvimento educacional de seus colegas ouvintes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-28

Como Citar

PINTO GRANADA, R.; SILVA DA COSTA BOTELHO, S.; BARWALDT, R. Arcabouço Pedagógico combinado com o glossário técnico de computação em LIBRAS: uma experiência com Lego Mindstorms NXT. RENOTE, Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 474–483, 2018. DOI: 10.22456/1679-1916.89278. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/89278. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Tecnologia na educação especial