Moodle como ambiente MOOC: orientações para o redesign de interação

Autores

  • Beatriz Brito do Rêgo IME/UFBA
  • Filipe Adeodato Garrido IME/UFBA
  • Ecivaldo de Souza Matos IME/UFBA

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.86050

Palavras-chave:

MOOC, Interação Humano-Computador, Moodle.

Resumo

A universidade é um ambiente de construção de conhecimento científico, criada para atender as necessidades da sociedade. Nesse sentido, ambientes de cursos abertos online em massa, como os MOOC (Massive Open Online Courses ), são opções adequadas para esse propósito. Ambientes de MOOC ampliam as possibilidades de democratização da educação, por sua dimensão livre e aberta. Nesse sentido, este artigo apresenta os resultados iniciais de avaliação do Moodle para sua adequação como plataforma MOOC, do ponto de vista dos mecanismos de avaliação da interação humano-computador. Acredita-se que a customização do Moodle reduziria os custos de implementação de uma plataforma de MOOC, considerando as especificidades, características, identidade das instituições e sua ampla adoção no Brasil. Por meio da aplicação do Método de Inspeção Semiótica, com os resultados da avaliação indicaram orientações para o redesign de interface do Moodle de modo que contemple elementos necessários a uma plataforma de MOOC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-07-21

Como Citar

BRITO DO RÊGO, B.; ADEODATO GARRIDO, F.; DE SOUZA MATOS, E. Moodle como ambiente MOOC: orientações para o redesign de interação. RENOTE, Porto Alegre, v. 16, n. 1, 2018. DOI: 10.22456/1679-1916.86050. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/86050. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

Ambientes virtuais de aprendizagem