Atividades de Ensino no Moodle: Implicações da Fluência Tecnológica Digital do Professor

Autores

  • Daniele da Rocha Schneider UFRGS
  • Sérgio Roberto Kieling Franco UFRGS
  • Carlos Eduardo dos Santos Sabrito UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.75162

Palavras-chave:

fluência tecnológica digital, atividades de ensino, professor

Resumo

O presente trabalho integra uma pesquisa de doutorado em andamento e
objetiva analisar a fluência tecnológica digital do professor na elaboração e
implementação de atividades de ensino no Moodle. A pesquisa constituiu-se em um estudo de caso com abordagem quantitativa e qualitativa. Os dados foram coletados através de entrevistas com professores e análise de disciplinas em ambientes virtuais de sete cursos de graduação a distância da UAB/UFSM. A análise amparou-se nos princípios da FTD: habilidades contemporâneas, conceitos fundamentais e capacidades intelectuais. Como resultado parcial foi possível verificar que a restrita diversidade de atividades de ensino implementadas nas disciplinas possui relação direta com a fluência tecnológica digital do professor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-28

Como Citar

DA ROCHA SCHNEIDER, D.; ROBERTO KIELING FRANCO, S.; EDUARDO DOS SANTOS SABRITO, C. Atividades de Ensino no Moodle: Implicações da Fluência Tecnológica Digital do Professor. RENOTE, Porto Alegre, v. 15, n. 1, 2017. DOI: 10.22456/1679-1916.75162. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/75162. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Educação a distância